Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Roger explica provocação e diz que Cruzeiro teve adversário à altura

O armador Roger, que foi muito provocado pela torcida atleticana, no clássico do último domingo, afirmou que a provocação faz parte do clássico. O jogador se mostrou contente por ser provocado, afirmado que isso é uma espécie de respeito da torcida adversária pelo seu futebol. O jogador que já possui experiência de outros clássicos, também não deixou por menos e provocou os torcedores do Galo, lembrando da goleada de 6 a 1 no Brasileiro do ano passado.

‘A provocação faz parte. Quando você entra num jogo, contra um adversário que tem uma torcida imensa e apaixonada como é a do Atlético-MG, eles direcionam tantos elogios a você que isso mostra um certo tipo de respeito. Isso não muda minha atitude, eu entro em campo para ajudar o Cruzeiro e fazer com que nosso time sempre saia de campo vencedor’, declarou.

O jogador cruzeirense afirmou que o jogo contra o Atlético-MG serviu de teste para o Cruzeiro, que ainda não havia enfrentado grandes adversários na temporada. ‘Até agora a gente não tinha enfrentado um adversário à altura. A gente vinha ganhando porque é obrigação nossa, com todo respeito às outras equipes. Contra o Atlético-MG a gente teve um adversário de iguais condições e foi testado’, disse.

Roger ainda lembrou da importância e da motivação de se jogar um clássico, que segundo ele, envolve vários fatores. ‘Num jogo de futebol, o aspecto emocional conta muito, principalmente num clássico. É lógico que a gente trabalha durante a semana. Desde a pré-temporada este é o jogo mais esperado. Tivemos um primeiro tempo muito ruim, onde a gente não conseguiu se impor, perdeu o meio campo e tomamos 2 a 0. No segundo tempo, soubemos consertar e conseguimos o empate, quase a vitória’, analisou.