Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Relógios de luxo foram roubados na festa da Fifa

Seis itens da marca Hublot, avaliados em mais de 300.000 reais no total, seriam entregues aos melhores do mundo, mas sumiram antes da cerimônia

Por da redação Atualizado em 11 jan 2017, 18h12 - Publicado em 11 jan 2017, 10h09

A festa da Fifa que coroou Cristiano Ronaldo como melhor jogador de 2016 na última segunda-feira, em Zurique, também foi marcada por um furto. A entidade denunciou à polícia suíça o sumiço de seis relógios de luxo que seriam entregues aos vencedores dos prêmios. No total, as peças estão avaliadas em cerca de 100.000 dólares (mais de 300.000 reais).

  • De acordo com pessoas que acompanharam o caso, as peças “desapareceram” entre a sede da empresa e o estúdio em Zurique usado para a transmissão da festa, ocorrida na última segunda-feira. Apesar do imprevisto, a Fifa se apressou para que os melhores do mundo recebessem um outro relógio, da mesma marca.

    O fabricante das peças era a Hublot, a mesma empresa que em 2014 patrocinou a CBF. Na Copa do Mundo realizada no Brasil, a entidade nacional entregou como presente a mais de 60 dirigentes esportivos um relógio da mesma marca, abrindo um escândalo interno e obrigando os cartolas a devolverem os objetos.

    (com Estadão Conteúdo)

    Continua após a publicidade
    Publicidade