Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Rebeca Andrade, de 13 anos, chama atenção e fatura Troféu Brasil

Por Da Redação - 27 maio 2012, 00h22

Neste sábado, na disputa do Troféu Brasil de Ginástica, em Toledo (PR), Rebeca Andrade, uma jovem ginasta de 13 anos de idade, surpreendeu e ficou com o caneco do torneio, desbancando Daniele Hypolito e Jade Barbosa.

A atleta do Flamengo somou 55.250 pontos nos quatro aparelhos em que disputou (salto, barras assimétricas, trave e solo). Adrian Gomes, com 54.450, e Daniele Hypolito, com 54.300 pontos, ficaram na segunda e terceira posições, respectivamente. Jade Barbosa fechou apenas em quarto.

No competição de solo, Rebeca Andrade fez uma boa apresentação e teve a mesma pontuação de Daniele Hypólito (13.650), uma das ginastas especialistas na prova.

É muito bom ver atletas juvenis competindo e vencendo. Significa que a renovação está sendo feita na ginástica e isso é muito importante. Vocês estão começando a ver alguns nomes para as Olimpíadas de 2016 e, com certeza, a Rebeca é um deles’, disse Hypolito, a ginasta mais experiente da Seleção Brasileira.

Publicidade

Mesmo com o bom desempenho, Rebeca não pode ir para as Olimpíadas de Londres, já que para competir nos Jogos é preciso ter, no mínimo, 16 anos de idade.

Na ginástica artística masculina, o Flamengo também se deu bem, colocando o atleta Pétrix Barbosa no lugar mais alto do pódio. Para ganhar a medalha dourada, o atleta somou nota de 85.600 pontos. Uma dobradinha do Esporte Clube Pinheiros completou o pódio, com Péricles Silva (85.350) e Arthur Nori Mariano (85.050).

Já na ginástica rítmica, a capixaba Natália Gaudio conquistou a nota mais alta na soma dos quatro aparelhos, com 100.625, e foi a ganhadora da medalha de ouro. A medalha de prata ficou com a toledana Angélica Kvieczynski, que obteve 99.250 pontos. Eliane Sampaio fechou o pódio, com 95.225.

Publicidade