Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Rafael Moura reclama de perseguição da arbitragem ao Fluminense

Após reclamar muito da arbitragem no clássico diante do Vasco, no último domingo, quando teve Edinho e Fred expulsos e até entrou com uma representação pedindo a exoneração do presidente da Comissão de Arbitragem, Jorge Rabello, o Fluminense voltou a sair de campo reclamando da atuação de um juiz através de Rafael Moura.

Na noite desta quarta-feira, encarando o Americano, em Campos, o Tricolor saiu na frente, mas teve o atacante Rafael Moura expulso aos 30 minutos do primeiro tempo, por supostamente ter atingido o rosto de um adversário com o cotovelo. O jogo, por sua vez, terminou com vitória do Flu: 3 a 2.

No entanto, o próprio zagueiro Adalberto, envolvido no lance com o centroavante, reconheceu que He-Man acertou seu braço. O camisa 10 do time das Laranjeiras, que, aliás, havia aberto o placar, reclamou bastante da decisão de Rodrigo Nunes de Sá.

‘Estava com a bola em meu domínio e usei o corpo para proteger. Um lance normal, pelo amor de Deus. Foi mais um exagero contra o Fluminense. Depois a gente fica com imagem de chorão. É difícil até falar’, comentou Rafael Moura.