Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Phelps vence 200m medley e leva 22º ouro; Thiago fica em 7º

Brasileiro estava em segundo lugar até a última virada, mas deixou a medalha escapar nos 50 metros finais

Por Da redação - Atualizado em 12 ago 2016, 00h03 - Publicado em 11 ago 2016, 23h30

Michael Phelps segue fazendo história na Rio-2016. A lenda americana venceu a prova dos 200m medley na noite desta quinta-feira e conquistou sua 22ª medalha de ouro – a terceira na Olimpíada do Rio, depois das vitórias nos 200m borboleta e no revezamento 4 x 200m. Mais impressionante: foi o quarto triunfo de Phelps nos 200m medley, estendendo o seu domínio na prova por incríveis doze anos, de Atenas-2004 a Rio-2016.

LEIA TAMBÉM:
Mayra Aguiar conquista o bronze: ‘Não ia sair sem medalha’
Jade Barbosa se machuca em prova e sai de cadeira de rodas

Enquanto Phelps nadou em 1m54s66 e confirmou o seu favoritismo na disputa, os outros dois cotados para o pódio decepcionaram. O brasileiro Thiago Pereira ficou em sétimo na final, com o tempo de 1m58s02, e o americano Ryan Lochte terminou em quinto, com 1m57s47. A medalha de prata foi do japonês Kosuke Hagino, que completou a prova em 1m56s61, e a de bronze ficou com o chinês Wang Shun, que fez 1m57s05.

Thiago Pereira começou a prova em um ritmo forte, empolgando a torcida. O brasileiro virou na primeira colocação depois do nado estilo borboleta. Nas outras duas viradas, caiu para a segunda posição, atrás de Phelps, mas muito perto de conseguir uma medalha. Porém, nos últimos 50 metros, no nado livre, Thiago ficou para trás e perdeu cinco posições. Ao final, decepção. “Fiz o máximo que eu podia fazer”, disse o brasileiro ao canal pago SporTV.

Essa foi a quarta final olímpica nos 200m medley do nadador de 30 anos, que terminou em quarto em Londres-2012 e em Pequim-2008 e foi o quinto em Atenas 2004, em sua estreia nos Jogos Olímpicos. Nas quatro ocasiões, o ouro ficou com a lenda Michael Phelps.

Publicidade