Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Pelé elogia Messi, mas nega a existência de outro atleta de seu nível

Após criticar insistentemente o desempenho do argentino Lionel Messi na seleção de seu país e afirmar que o santista Neymar era merecedor do prêmio Bola de Ouro da Fifa em seu lugar, Pelé deixou de alfinetar o craque do Barcelona e elogiou o futebol apresentado pelo atacante. Entretanto, o ex-jogador não mediu palavras para se definir e negou a possibilidade do avançado do time catalão conseguir um desempenho superior ao seu nos próximos anos.

‘Nunca haverá outro Pelé. Eu nasci para o futebol assim como Beethoven para a música e Michelangelo para a pintura’, declarou o ídolo brasileiro, em entrevista à revista France Football, para depois rechaçar qualquer comparação entre o seu futebol e o apresentado por Messi nos últimos anos.

‘É sempre difícil. Tenho muito respeito por ele, assim como tinha por Cruyff, Beckenbauer, Platini. Mas cada um tem sua personalidade. De todas as formas, não haverá um novo Pelé. Meus pais fecharam a fábrica depois do meu nascimento’, brincou o Rei do futebol.

Apesar da pouca modéstia que apresentou, Pelé procurou exaltar a figura do argentino e elogiou as suas apresentações com a camisa do Barcelona. Mesmo assim, o ex-jogador não chegou a dizer se considera Messi o melhor jogador do mundo e afirmou que não vê nenhuma semelhança entre o seu futebol e o de Cristiano Ronaldo, do Real Madrid.

‘Ele é um jogador fantástico. É uma verdadeira felicidade vê-lo em campo. Ele é o maior? Não sei. Da mesma forma que não sei se é possível compará-lo a Cristiano Ronaldo, que não tem o mesmo estilo’, encerrou.