Clique e assine a partir de 9,90/mês

Ney Franco é apresentado e fala em títulos já nesse ano

Por Da Redação - 9 jul 2012, 14h10

Por Fernando Faro

São Paulo – O técnico Ney Franco foi apresentado nesta segunda-feira no São Paulo e chegou falando grosso. Em sua primeira entrevista coletiva, ele comemorou a chegada ao clube e deixou claro que já pretende brigar por títulos na temporada apesar de trabalhar com um planejamento a longo prazo.

“Estou aqui para ser cobrado, me cobrar e cobrar meus atletas para título. Não quero chegar com discurso que é para o ano que vem, temos duas competições pela frente e acho que nosso trabalho aliado à estrutura do clube me permite brigar. Vim aqui para ser cobrado e já terei esse prazo de uma semana para trabalhar. Fui feliz de pegar o São Paulo bem na tabela”, afirmou o comandante.

O treinador foi apresentado pelo vice de futebol, João Paulo de Jesus Lopes, e o diretor de futebol, Adalberto Baptista. O presidente Juvenal Juvêncio também esteve presente, mas não falou com a imprensa e se recolheu em uma sala reservada.

Continua após a publicidade

“Temos muita satisfação em apresentar o Ney, ele é uma cobiça antiga nossa e o Adalberto batalhou bastante para trazê-lo, mas infelizmente ele não pôde vir por outros compromissos. Tínhamos diversos motivos para trazê-lo e o primeiro era a qualidade de cidadão, depois sua trajetória vitoriosa até em clubes de menor expressão, o que acabou coroado pela seleção brasileira de jovens e também o fato dele ser muito afeito aos trabalhos com os jovens, algo que está presente na história do São Paulo”, elogiou João Paulo.

O trabalho com as categorias de base foi constantemente citado por Ney Franco, mas ele fez uma ressalva importante: não chegou ao São Paulo apenas para lidar com os meninos do CT e pretende utilizar a experiência dos mais veteranos.

“Além dos garotos da base já trabalhei com o Rhodolfo, o Edson, é um elenco que conheço muito bem. Chego em um clube onde a maioria dos atletas conheça minha metodologia, mas não quero que criem a imagem de que sou um técnico que vou dar prioridade sempre aos atletas da base, até porque nosso elenco tem muitos atletas capazes de chamar a responsabilidade”, explicou.

Publicidade