Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Manchester fora da ‘Champions’; Lyon se salva com milagre

A fase de grupos da Liga dos Campeões terminou nesta quarta-feira com uma grande surpresa: a eliminação dos dois clubes de Manchester, o City e o United, considerados favoritos antes do início da competição.

O time francês do Lyon também surpreendeu a todos ao se classificar para as oitavas de final com um pequeno milagre, ao atropelar o Dínamo de Zagreb pelo placar de 7 a 1, e tirando proveito da derrota por 3 a 0 do Ajax diante do Real Madrid, superando os holandeses na tabela pelo critério do saldo de gols.

Além do Lyon, o Napoli, o Basel e o CSKA Moscou ficaram com as últimas vagas atribuídas nesta quarta-feira para a próxima fase, juntando-se às equipes de Chelsea, Olympique de Marselha, Zenit de São Petersburgo, Bayer Leverkusen, Arsenal, Apoel Nicósia, Barcelona, Milan, Bayern de Munique, Inter de Milão, Benfica e Real Madrid.

O Manchester United, vice-campeão da ‘Champions’ na temporada passada, terá que se contentar com a Liga Europa, ao terminar na terceira posição do Grupo C após perder por 2 a 1 na casa do Basel.

O atacante Marco Streller abriu o placar para os suíços logo aos 9 minutos de jogo e o veterano Alexander Frei ampliou aos 38 da etapa final.

O zagueiro Phil Jones diminuiu para os ‘Red Devils’, mas o Basel segurou o resultado, obtendo uma classificação histórica para as oitavas.

Na outra partida do grupo, o Benfica terminou na liderança graças à sua vitória por 1 a 0 sobre o lanterninha Galati, da Romênia, com um gol marcado pelo atacante paraguaio Oscar Cardozo.

Na chave A, considerada o ‘grupo da morte’, o Manchester City tem até mais motivos para lamentar sua eliminação do que seu arquirrival United.

Os ‘Citizens’ fizeram o dever de casa ao derrotar o líder Bayern de Munique por 2 a 0, com gols do meia espanhol David Silva e do volante marfinense Yaya Touré, mas mesmo assim ficaram fora das oitavas, já que o Napoli ficou com um ponto a mais na tabela ao superar o Villareal, também por 2 a 0.

Os dois gols do time italiano foram anotados no segundo tempo, aos 20 pelo suíço Gokhan Inler e aos 31 pelo eslovaco Marek Hamsik.

Com a derrota, o ‘submarino amarelo’ do Villareal afundou de vez, já que os espanóis não marcaram um ponto sequer na competição.

No Grupo D, o Lyon conseguiu uma grande façanha ao avançar às oitavas quando sua classificação parecia ser uma missão impossível.

Os franceses precisavam derrotar os croatas do Dínamo Zagreb fora de casa, torcer por uma derrota do Ajax em casa diante do Real Madrid que já estava classificado, além de reverter uma diferença de sete no seu saldo de gols em relação aos holandeses.

Por incrível que pareça, o milagre aconteceu. No estádio Maksimir de Zagreb, o Lyon goleou os croatas por 7 a 1.

O grande nome da partida foi o atacante Bafetimbi Gomis, que balançou as redes quatro vezes. Os outros gols foram marcados pelo lateral Gonalons, pelo argentino Lisandro Lopez e pelo atacante Jimmy Briand. Kovacic descontou para o Dínamo.

Já o Real fez sua parte para ajudar os franceses, ao derrotar o Ajax por 3 a 0 em casa, com dois gols do jovem atacante Callejon Bueno e um do argentino Higuaín.

Com o resultado, o time da capital espanhola terminou a fase de grupos com 100% de aproveitamento, com 19 gols marcados em seis partidas, uma média superior a três por jogo.

No Grupo B, o CSKA, time russo do brasileiro Vágner Love, derrotou o já classificado Inter de Milão fora de casa por 2 a 1 e superou na tabela o Lille e o Trabzonspor, que não saíram do 0 a 0.

O atacante marfinense Doumbia abriu o placar para o CSKA aos 5 do segundo tempo. O volante argentino Estaban Cambiasso empatou logo no minuto seguinte, mas o time russo chegou à vitória graças a um gol anotado pelo lateral Berezoutski aos 41.