Clique e assine a partir de 9,90/mês

Legista diz que morte de Gary Speed pode ter sido acidental

Por Da Redação - 30 Jan 2012, 14h51

Londres, 30 jan (EFE).- O legista britânico Nicholas Rheinberg revelou nesta segunda-feira que a morte do ex-jogador e técnico galês Gary Speed, que foi encontrado sem vida em sua casa no dia 27 de novembro, pode ter sido acidental e não necessariamente um suicídio.

‘Não há provas suficientes para determinar se (o enforcamento) foi proposital ou acidental’, declarou Rheinberg.

Como em qualquer morte violenta ou repentina que acontece no Reino Unido, um legista iniciou uma investigação em cujas conclusões é revelado que Speed enviou à esposa mensagens de texto dias antes de sua morte nas quais, segundo o documento, falava em se suicidar.

Além disso, ainda de acordo com o relatório, o casal teve uma discussão na noite antes da morte do então treinador da seleção de País de Gales. Ele não deixou nenhuma nota explicando os motivos do suposto suicídio. EFE

Publicidade