Clique e assine a partir de 8,90/mês

LeBron James diz que Trump deixa ódio ‘na moda’

Astro do Cleveland Cavaliers criticou o posicionamento do presidente americano diante dos conflitos raciais em Charlottesville

Por Da redação - Atualizado em 16 ago 2017, 13h14 - Publicado em 16 ago 2017, 11h14

O astro do basquete LeBron James voltou a criticar o presidente americano Donald Trump ao comentar os conflitos raciais de Charlottesville. Segundo o jogador do Cleveland Cavaliers, Trump fez com que o ódio voltasse à moda.

LeBron reagiu rapidamente depois que o presidente americano reiterou sua opinião de que havia culpa “dos dois lados” pelos atos de violência na Virgínia. “O ódio sempre existiu nos Estados Unidos. Sim, nós sabemos disso, mas Donald Trump acaba de fazer com que fique na moda novamente”, escreveu LeBron no Twitter.

Após ser criticado por não nomear os grupos supremacistas brancos como culpados da violência, Trump apontou, nesta segunda (14), a Ku Klux Klan e os neonazistas envolvidos como criminosos. Mas voltou a afirmar, na terça (15), que os manifestantes contrários aos grupos de extrema-direita também eram responsáveis pelo confronto.

O jogador, que apoiou a democrata Hillary Clinton nas últimas eleições, teve sua residência em Los Angeles vandalizada com insultos racistas às vésperas das finais da NBA em junho.

 

Continua após a publicidade
Publicidade