Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Leão repete time que perdeu para a Ponte em jogo de ida

Por Bruno Deiro

São Paulo – O técnico Emerson Leão comandou na manhã desta terça-feira um treino coletivo visando o duelo desta quinta, contra a Ponte Preta, no Morumbi, pelo duelo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil. E o treinador resolveu repetir a escalação do time que caiu por 1 a 0 no jogo de ida do mata-mata, em Campinas, na última quarta.

Desta forma, o treinador manteve o lateral-direito Douglas, 21 anos, na equipe, depois de o jogador ter estreado justamente na partida diante dos ponte-pretanos. Já Piris voltou a mostrar que está longe de recuperar o posto de titular, pois nesta terça participou apenas de uma pequena parte do coletivo no time reserva, cuja lateral direita foi ocupada na maior parte do tempo pelo garoto Lucas Farias, de apenas 17 anos.

Já o zagueiro Paulo Miranda, barrado pela diretoria do São Paulo horas antes do jogo de ida contra a Ponte, mais uma vez foi substituído por Edson Silva na equipe titular.

Neste período de preparação para o jogo de quinta, Leão tem apostado mais na conversa e no trabalho de motivar os jogadores do São Paulo, abalados após a eliminação diante do Santos na semifinal do Campeonato Paulista e com a derrota para a Ponte logo em seguida. Cobrando mais marcação e empenho dos atletas, o comandante aposta em uma mudança de postura e não da escalação para a equipe avançar às quartas de final da Copa do Brasil.

Assim, caso confirme o time que treinou nesta terça, Leão mandará a campo o São Paulo com a seguinte formação: Denis; Douglas, Rhodolfo, Edson Silva e Cortez; Denilson, Casemiro, Cícero e Lucas; Fernandinho e Luis Fabiano.

PIRIS EM BAIXA – Ao comentar a situação de Piris nesta terça, o treinador deixou claro que não vê o jogador paraguaio em condições de ser titular hoje. E mostrou que conta com Lucas Farias como primeira opção de momento para a reserva. “Como preciso treinar alguém para deixar na suplência, optei por alguém que possa jogar. Por isso que foi o Lucas Farias. O Piris chegou de um país diferente, mas ainda tem futebol para mostrar”, disse o treinador.

O meia Jadson, por sua vez, é outro que continua na reserva e ainda precisa provar que merece ter uma sequência como titular, depois de o clube ter investido alto em sua contratação junto ao Shakhtar Donetsk, da Ucrânia. “O Jadson veio mais credenciado para o clube, mas continua buscando adquirir a sua melhor forma. Hoje (terça) treinou muito bem, com movimentação e criação. E disse para ele continuar assim, pois desta forma vai me trazer problema (no bom sentido)”, completou Leão.

Já ao analisar o desempenho do time de forma geral, o comandante exibiu satisfação com o que viu na atividade desta terça. “Foi um dos melhores coletivos que tivemos. Dois times com muita pegada e movimentação. Era isso que nós queríamos. Estou bem satisfeito com o treino de ontem (segunda-feira) e hoje (terça)”, ressaltou.