Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Kaká não planeja deixar o Real Madrid: ‘Quero voltar a ser decisivo’

Por Da Redação - 6 out 2011, 20h32

Os problemas no menisco do joelho esquerdo e no púbis que atrapalharam a carreira de Kaká nos últimos dois anos estão solucionados. Recuperando espaço no Real Madrid, o meia brasileiro garante que não pensa em deixar o clube merengue e crê que pode finalmente ser o jogador que a diretoria esperava ao pagar 65 milhões de euros para tirá-lo do Milan.

‘Acredito que vou vencer no Real Madrid. Sou muito feliz aqui e quero voltar a ser decisivo, tenho que seguir melhorando’, disse o brasileiro à emissora oficial do clube. ‘(O presidente Florentino Pérez e o técnico José Mourinho) me disseram que me queriam aqui e vou tentar que as coisas saiam bem. Tenho uma dívida com eles e com o clube’.O camisa 8, que sempre teve o apoio público do treinador, se considera em forma e pronto para ser titular. A condição ainda não está garantida, mas os elogios a Mourinho são intensos. ‘Ele tinha tudo para me matar, mas fez o contrário, se juntou a mim e me ajudou. O presidente me perguntou qual era o problema e eu disse que era eu’.

Kaká, que teve seu nome ligado ao PSG, da França, após visitar o brasileiro Leonardo, diretor esportivo do clube, quer deixar os dias tristes para trás. ‘Chorei muitas vezes, as coisas não aconteciam como eu queria. Me sentia como um robô em campo, era muito previsível, tudo muito mecânico. Acredito muito que vou vencer aqui’.

Publicidade