Clique e assine a partir de 9,90/mês

Inter esbarra na defesa do Atlético-GO e não sai do 0 a 0

Equipe mantém péssimo retrospecto em casa e segue com apenas duas vitórias

Por Da Redação - 31 jul 2011, 18h46

Nem a experiência de Índio com seus 300 jogos pelo Inter e nem o ímpeto de estreantes como Dellatorre e Jô conseguiram fazer os colorados saírem do 0 a 0 com o Atlético-GO, no Beira-Rio. Com dificuldade nas criações de jogadas, os gaúchos computam mais um resultado fora do esperado como mandante. Em casa, os colorados possuem duas vitórias, dois empates e duas derrotas no Campeonato Brasileiro.

Confira a classificação completa do Campeonato Brasileiro

A campanha dentro de seus domínios trava o clube na tabela, ocupando o sétimo lugar após 13 rodadas, com 19 pontos e a seis de uma vaga na Libertadores. Os goianos levarão para casa com o ponto desejado no desembarque em Porto Alegre, subindo para o 14lugar, ficando a dois pontos da zona de rebaixamento e secando Bahia e Santos nos jogos das 18h30 de domingo.

Os dois times voltam a atuar na quinta-feira. O Inter vai ao Rio de Janeiro enfrentar o Fluminense, enquanto o Atlético-Go encarará o Atlético-PR, em casa.

O jogo – O minuto inicial deu ares de que a tarde seria fácil para o Inter. Com 60 segundos, o goleiro Márcio precisou salvar os goianos duas vezes. Primeiro em chute de Andrezinho e depois em cabeçada de Índio, em seu jogo de número 300 pelo clube gaúcho. Depois, as dificuldades apareceram.

Continua após a publicidade

A superioridade gaúcha se manteve, mas as dificuldades aumentaram. O último passe não encaixou. Com o Atlético-GO perdendo a bola constantemente em seu campo, o trabalho de pressionar por parte dos colorados foi facilitado. Mesmo assim, os donos da casa tentavam em chutes de média e longa distância. Os visitantes buscam se aproveitar do posicionamento adiantado da linha defensiva do adversário com bolas enfiadas, mas esbarravam na cobertura, ora feita por Nei, ora pelo goleiro Muriel.

Curiosidade da tarde, o garoto estreante Dellatore se movimentava, mas não conseguia finalizar. Aos 40 minutos, o substituto do suspenso Leandro Damião entrou livre para marcar, mas seu chute fraco para no goleiro.

A entrada de Jô, mais um jogador que vestiu a camisa do Inter pela primeira vez, aumentou o poder ofensivo colorado, mas não modificou os problemas criativos. Sem conseguir abrir espaços e fazer a defesa do Atlético cometer um erro, os gaúchos forçavam mais na vontade do que na técnica e na tática.

Esperando uma escapada para terminar o seu trabalho, o time goiano saiu na cara do gol, aos 12 minutos, com Muriel salvando nos pés de Victor Junior. Assim foi até o fim, com o Inter insistindo e o retrancado Atlético se salvando. No acréscimos, Rodrigo Moledo, na pequena área, tocou por cima do gol, mantendo intacto o ferrolho goiano. Nós acréscimos, o árbitro marcou falta na frente da área para o Inter. Enquanto os jogadores colorado se preparavam para executar a cobrança, o juiz Jailson Macedo Freitas terminou o jogo, gerando muita reclamação por parte dos colorados.

(Com Gazeta Press)

Continua após a publicidade
Publicidade