Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Histórico! Ginástica masculina leva prata e bronze no solo

Com apresentações de gala, Diego Hypólito e Arthur Nory faturaram as medalhas de prata e de bronze no solo. O ouro ficou com o britânico Max Whitlock

O dia 14 de agosto de 2016 foi histórico para a ginástica olímpica brasileira. Com apresentações de gala, Diego Hypólito e Arthur Nory faturaram as medalhas de prata e de bronze no solo. O ouro ficou com o britânico Max Whitlock.

Whitlock recebeu nota 15.633, enquanto Diego garantiu o segundo lugar com 15.533, e Nory completou o pódio com 15.433.

Quando a nota do rival não superou a de Nory, a Arena Olímpica do Rio veio abaixo. Os ginastas exibiram uma bandeira do Brasil para o público.

Olhares Olímpicos: O terceiro Hipólyto

No primeiro ano em que o Brasil competiu com uma equipe completa na ginástica artística masculina, os atletas fizeram história. Foi a primeira vez que dois brasileiros subiram juntos ao pódio em modalidades individuais. Além disso, o país nunca tinha faturado duas medalhas na ginástica – o único triunfo havia sido o ouro de Arthur Zanetti nas argolas em Londres.

A medalha representa a redenção para Hypólito, 30 anos, campeão mundial em 2005 e 2007, mas que ficou longe do pódio em Pequim-2008, quando era favorito, e em Londres-2012. “Numa Olimpíada eu caí literalmente de bunda. Noutra, caí de cara no chão. Hoje, caí de pé”, disse em entrevista, já com a medalha no pescoço.

Nory, 22 anos, teve que esperar a nota do último ginasta na disputa, o americano Samuel Mikulak, para saber se subiria ao pódio. “Passa um filme na cabeça. Nunca deixei de acreditar. Agradeço o apoio a todos que lutaram comigo”, afirmou Nory.

(Com Agência France-Presse e GazetaPress)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. FABRICIO DE SOUZA MACHADO

    Absolutamente NADA contra os atletas ! Mas uma dobradinha de derrotados com medalha de prata e bronze, sendo tratado pela mídia como uma feito heroico é coisa de países que ainda nem conseguiram “nascer” direito, como o caso do KOSOVO ! Haja conformismo, nesta nação de vira latas ! Absolutamente NADA contra os atletas ! Mas uma dobradinha de derrotados com medalha de prata e bronze, sendo tratado pela mídia como uma feito heroico é coisa de países que ainda nem conseguiram “nascer” direito, como o caso do KOSOVO ! Haja conformismo, nesta nação de vira latas !

    Curtir

  2. Monica Soares

    Comentário IDIOTA do Fabricio de Souza Machado…. vira-latas é quem fica sentado no sofá criticando quem está batalhando. Desde quando medalha de prata e bronze é coisa de “derrotado”??? Mostra aí as suas conquistas prá nós “campeão”…..

    Curtir

  3. FABRICIO DE SOUZA MACHADO

    Idiota é quem não sabe interpretar um texto ! Eu não critiquei os atletas ! Minha maior conquista há 42 anos é tentar sobreviver trabalhando por conta, já que há 2 anos não consigo emprego e não consigo terminar meus estudos devido a tais condições ! Ainda assim pago meus impostos corretamente e não tenho o devido retorno, por inúmeras razões que todos conhecemos ! Bancar toda essa FESTA desnecessária para vender ao mundo a imagem de um país que NUNCA existiu e que jamais existirá, enquanto existirem pessoas como você, que são passam de PATRIOTAS DE ARQUIBANCADA e CIDADÃOS omissos e alheios à todo resto. Sobretudo na hora de votar !

    Curtir

  4. Diego mereceu a medalha porque depois de dois fracassos não desistiu. Foi criticado e deu a volta por cima. Atitude de coragem que só os fortes conseguem. Depois de doze anos ele poderá dormir em paz. Só quem vive o esporte entende o que é isso.

    Curtir