Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Henzel quer narrar primeiro jogo da Chapecoense em 2017

Jornalista que sobreviveu ao acidente na Colômbia pode receber alta nesta segunda

Por da redação 19 dez 2016, 13h03

O jornalista Rafael Henzel, um dos seis sobreviventes do acidente aéreo envolvendo a delegação da Chapecoense, concedeu entrevista nesta segunda-feira, no hospital Unimed, em Chapecó, onde está internado. Emocionado, Henzel contou alguns detalhes do momento da tragédia na Colômbia e revelou seu desejo de narrar a primeira partida da Chapecoense em 2017, contra o Joinville, pela Primeira Liga. Henzel se recuperou de problemas respiratórios e passou por uma cirurgia de correção no pé. Segundo os médicos, o jornalista respondeu bem nos últimos dias e passará por novas avaliações na tarde desta segunda e pode receber alta.

“Dia 9 de janeiro quero voltar a trabalhar e dia 25 de janeiro quero narrar Joinville e Chapecoense. Não sei como vai ser para chegar nas cadeiras, por causa das lesões, mas não quero saber. Tenho um dever muito grande com a comunidade de Chapecó que acreditou. Se ela acredita, vou me recuperar e vou fazer”, afirmou Henzel.

  • Rafael contou que, durante a viagem, trocou de lugar quatro vezes para conversar com outros passageiros, companheiros de profissão e do dia a dia. Ele não se lembra do momento da batida, apenas que acordou no meio da mata ao perceber as luzes dos socorristas e conseguiu chamar a atenção do resgate. “O avião não caiu, não despressurizou a cabine ou caiu máscara. Ele foi e bateu. E pelo que entendi eu fiquei na primeira parte, de cima, e o avião desceu pela ribanceira. E as buscas começaram lá por baixo”, contou Rafael.

    O lateral Alan Ruschel também já concedeu entrevista coletiva em Chapecó e foi o primeiro a receber alta.  O zagueiro Neto e o goleiro Jackson Follman seguem no mesmo hospital em Chapecó, ainda sem previsão de alta.

    (com Gazeta Press)

    Continua após a publicidade
    Publicidade