Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Grêmio recebe o Botafogo em noite para testar poderes

Uma prova do tamanho dos poderes estará em campo no Olímpico, nesta quinta-feira. O Grêmio terá de mostrar sua capacidade de reabilitação após ter levar uma pancada do Vasco no fim de semana. Para o Botafogo, no confronto das 20h30 (de Brasília), é preciso mostrar força e persistência na perseguição dos líderes. Os três pontos em disputa da 25rodada parecem pouco na maratona do Campeonato Brasileiro, mas significam muito sobre o que os dois clubes podem fazer na competição.

O tamanho da derrota para o Vasco (4 a 0) se tornou um problema inesperado para o Grêmio. Após três vitórias seguidas, tudo que Celso Roth não precisava era sofrer uma goleada que suscitasse dúvidas sobre o momento da equipe. O resultado no Rio de Janeiro fez os gremistas pisarem no freio para repensarem a sua situação no Brasileirão. O confronto desta noite pode redimensionar as pretensões do clube. O desempenho em casa mostrará se o último resultado foi somente um ponto fora da curva de crescimento ou acidente que trará maiores conseqüências e precisará de mais tempo para ser assimilado.

Após o embalo, Roth se permitiu pensar em título, mas uma vaga na Libertadores, neste momento, seria de bom tamanho, um lugar na Sul-americana uma obrigação. Os 30 pontos conquistados até aqui indicam que há muito por fazer.

Um exemplo de recomeço pode ser tirado de um dos titulares desta noite. Rafael Marques, substituto do suspenso Saimon, estrela a ‘Volta dos que não foram’. Há um mês, ao ser expulso na derrota para o Atlético-GO, o zagueiro parecia ter encerrado sua passagem pelo clube. A pressão sobre seu desempenho vinha crescia a cada falha e parecia ter atingido o limite. Somente a ausência de um acerto salarial impediu sua transferência para o Sport. Agora, ele volta a ter uma chance na equipe.

‘Eu me sinto bem aqui, tenho carinho grande pelo Grêmio e pela cidade. O dia que eu achar que não posso mais ajudar, pego minhas coisas e vou embora’, explicou o defensor. O temor de uma reação das arquibancadas com o jogador existe. Para minimizar o problema, o treinador tenta catequizar os torcedores.

‘O torcedor tem que ter a compreensão que ele está treinando muito bem. Já teve partida boas, outras nem tanto. É importante que ele sinta confiança por parte do torcedor’, comentou Roth. Outra modificação ocorrerá na lateral esquerda. Julio César recebeu o terceiro cartão amarelo na última rodada e cede vaga para Bruno Collaço.

A vitória realmente é tratada como fundamental pelos dois clubes, porém os treinadores descartam qualquer tipo de desespero. Isso pode ser sentido nas palavras de Caio Júnior, técnico do Botafogo, que não vê sua equipe vencer há dois jogos, desde os 4 a 0 aplicados sobre o Ceará.

‘Nós estamos em uma competição muito equilibrada e sabemos que não vamos ganhar todos os jogos. Existe uma sequência muito complicada de partidas, o desgaste físico e emocional e a qualidade dos adversários. Isso sem falar em problemas de lesões e suspensões. O fundamental é encarar cada partida como decisiva e, para isso, estamos focados no Grêmio’, disse Caio Júnior.

Já os jogadores do time alvinegro estão trabalhando justamente em cima do que aconteceu com os gremistas na rodada passada. Na visão deles, o placar dilatado daquele jogo vai fazer o time gaúcho correr em dobro e aumentar o grau de dificuldade dos botafoguenses no duelo.

‘Não vamos nos iludir com a goleada sofrida pelo Grêmio, pois contra o Coritiba também fomos vítimas de um resultado atípico. Com certeza nosso adversário vai entrar em campo muito mais disposto para dar uma satisfação aos seus torcedores. Temos consciência das dificuldades que vai encontrar – disse o volante Renato, recordando a goleada de 5 a 0 que o Botafogo sofreu diante do Coritiba antes de enfrentar o Flamengo.

A preocupação dos botafoguenses faz sentido no discurso dos atletas gremistas, que entendem que a partida desta quinta-feira é uma excelente oportunidade de reação.

‘Sabemos que a partida contra o Botafogo será muito complicada porque estaremos diante de um dos adversários mais fortes do Campeonato Brasileiro. Mas vamos jogar em casa, contando com o apoio de nossa torcida e aqui temos que ganhar de qualquer maneira. Os torcedores estão esperando esse resultado e queremos nos impor’, disse o zagueiro Edcarlos.

O desfalque do time fica por conta do volante Marcelo Mattos, que recebeu o terceiro cartão amarelo contra o Flamengo e vai cumprir suspensão. Lucas Zen assume a vaga. Em compensação o meia Elkeson volta de suspensão na vaga de Felipe Menezes.

No primeiro turno as duas equipes se enfrentaram no Rio de Janeiro e os botafoguenses ganharam por 2 a 1 graças a gols de Marcelo Mattos e de Elkeson. Rafael Marques descontou para o Grêmio.

FICHA TÉCNICA

GRÊMIO X BOTAFOGO

Local: Estádio Olímpico, em Porto Alegre (RS)

Data: 22 de setembro de 2011 (Quinta-feira)

Horário: 20h30(de Brasília)

Árbitro: Alício Pena Júnior (MG)

Assistentes: Rodrigo Pereira Jóia (Fifa-PR) e Ediney Mascarenhas (RJ)

GRÊMIO: Victor; Mário Fernandes, Rafael Marques, Edcarlos e Bruno Collaço; Fernando, Fábio Rochemback, Marquinhos, Douglas e Escudero; André Lima

Técnico: Celso Roth

BOTAFOGO: Jéfferson; Lucas, Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Cortês; Lucas Zen, Renato, Elkeson e Maicosuel; Herrera e Loco Abreu

Técnico: Caio Junior