BLACK FRIDAY: ASSINE a partir de R$ 1 por semana
Continua após publicidade

Fluminense bate Boca Juniors e é campeão da Libertadores 2023

Disputado no Rio, título inédito veio apenas na prorrogação, quando o tricolor das Laranjeiras desempatou o placar

Por Alessandro Giannini Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 5 nov 2023, 09h51 - Publicado em 4 nov 2023, 19h46

No Rio, a final da Copa Libertadores 2023 deu ao Fluminense o título internacional que tanto almejava. O tricolor das Laranjeiras ganhou do Boca Juniors, no Maracanã, por 2 a 1, em um jogo muito disputado, decidido nos acréscimos — com direito a dois cartões vermelhos, um para cada lado. Seis vezes campeão do torneio sul-americano, o time argentino continua perseguindo o sonho de se igualar ao Independiente — que tem o maior número de troféus da competição. E os cariocas ficam com 27 milhões de dólares de premiação.

O primeiro tempo foi disputado, com muita pressão do Fluminense. Bem postado na defesa, o Boca Juniors jogou na esperança de que um erro do adversário abrisse a possibilidade de um contra-ataque. O que não aconteceu de fato, em razão do jogo truncado pelo excesso de faltas. Depois de muito tentar, Cano, sempre ele, chutou no canto direito de Romero uma bola cruzada por Arias.

Na segunda etapa, o Boca Juniors voltou, como era esperado, disposto a sair mais para o jogo. E foi o que aconteceu, embora sem a eficiência desejada. Mas a insistência rendeu frutos. Aos 72 minutos, Luis Advincula, saiu da direita em direção ao meio de campo e, no caminho, acertou uma bomba no canto esquerdo de Fábio, que pulou atrasado por ter sua visão encoberta.

O início da prorrogação foi morno, com os argentinos segurando a bola e os brasileiros procurando jogo. Nesse caso, a bola puniu o Boca Juniors, que perdeu a bola em uma saída pelo alto e sofreu contra-ataque, com chute fulminante de voleio de John Kennedy, aos 99 minutos. O atacante, que já tinha amarelo, foi comemorar o tento com a torcida e acabou levando o segundo cartão, com expulsão automática. Em seguida, uma jogada de ataque dos argentinos terminou em confusão e em cartão vermelho para Fabra por agressão ao capitão tricolor Nino. Depois disso, só pressão argentina.

Continua após a publicidade

No final, deu Fluminense.

Cano levanta a taça
Artilheiro do Fluminense, Cano levanta a taça da Libertadores 2023. (Carl de Souza/AFP)

Fluminense: Fábio; Samuel Xavier (Guga), Nino, Felipe Melo (Marlon) e Marcelo (Barbosa); André, Martinelli (Lima) e Paulo Henrique Ganso (John Kennedy); Arias, Cano e Keno (David Braz). Boca Juniors: Romero; Advíncula, Valentini, Figal (Valdez) e Fabra; Medina (Taborda), E. Fernández (Saracchi), P. Fernández e Barco (Langoni); Cavani (Benedetto) e Merentiel (Janson). Gols: Cano, aos 36 minutos; Luis Advincula, aos 75 minutos; John Kennedy, aos 100 minutos. Vermelhos: John Kennedy e Fabra. Árbitro: Wilmar Roldán.

Continua após a publicidade
Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

A melhor notícia da Black Friday

Assine VEJA pelo melhor preço do ano!

BLACK
FRIDAY

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana

a partir de R$ 1,00/semana*
(Melhor oferta do ano!)

ou

BLACK
FRIDAY
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

a partir de R$ 29,90/mês
(Melhor oferta do ano!)

ou

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app. Acervos disponíveis a partir de dezembro de 2023.
*Pagamento único anual de R$52, equivalente a R$1 por semana.