Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Flamengo perde no Chile e é eliminado da Sul-Americana

Por AE

Rio – O Flamengo foi a Santiago atrás apenas de um resultado protocolar, que sacramentasse a sua eliminação nas oitavas de final da Copa Sul-Americana. E conseguiu uma derrota simples, insossa e decente para a Universidad de Chile por 1 a 0, nesta quarta-feira, no estádio Nacional.

Depois da derrota por 4 a 0 no Rio de Janeiro, na semana passada, ninguém acreditava que o clube rubro-negro fosse buscar a classificação. O objetivo era evitar um novo vexame e honrar a camisa. O técnico Vanderlei Luxemburgo passou seu recado ao levar um time quase inteiramente de reservas e ainda formar com três zagueiros.

Sem choro nem vela o Flamengo volta totais atenções para o Campeonato Brasileiro, pelo qual enfrenta o Grêmio, no próximo domingo, em Porto Alegre, e busca uma vitória difícil para se manter na luta pelo título.

Com o Universidad de Chile sem pressa de avançar e com pouco interesse em se lançar à frente desnecessariamente, o jogo foi frio no primeiro tempo. O Flamengo pouco chegou e parecia mais interessado em administrar uma derrota não vergonhosa do que em arriscar uma reviravolta histórica. Foram poucas as chances de gol. De relevante, só mesmo o chute de fora da área de Díaz, que encontrou as redes rubro-negras, aos 23 minutos.

O segundo tempo só não foi mais sonolento porque o Flamengo resolveu se lançar um pouco mais ao ataque dado o desinteresse chileno. Com um pouco mais de presença ofensiva com Diego Maurício entrando no lugar de Vander, o time carioca perdeu três boas oportunidades de gol. Duas seguidas com Ronaldo Angelim e uma com Diego, já no fim da partida.

No computo geral, o Flamengo sai da Sul-Americana de forma melancólica, mais pelo primeiro jogo. Nesta quarta foi apenas cumprir tabela para os reservas de Vanderlei Luxemburgo.

Ficha técnica

Universidad de Chile-CHI 1 x 0 Flamengo

Universidad de Chile-CHI – Herrera; Rodríguez (Canales), Osvaldo González, Marcos González e Rojas; Aránguiz, Díaz, Mena e Lorenzetti (Marino); Gallegos e Vargas (Rivarola). Técnico: Jorge Sampaoli.

Flamengo – Paulo Victor; David Braz, Gustavo e Ronaldo Angelim; Fierro, Maldonado, Willians (Leonardo Moura), Vander (Diego Maurício) e Rodrigo Alvim; Negueba (Galhardo) e Jael. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

Gol – Díaz, aos 23 minutos do primeiro tempo.

Cartões amarelos – Rodríguez, Canales e Marcos González (Universidad de Chile-CHI); Gustavo, Ronaldo Angelim, Willians, Vander e Jael (Flamengo).

Árbitro – Carlos Amarilla (Fifa-Paraguai).

Renda e público – Não disponíveis.

Local – Estádio Nacional, em Santiago (Chile).