Clique e assine com até 92% de desconto

Felipão abre chance de Marcos adiar aposentadoria: ‘Só depende dele’

Por Da Redação 6 ago 2011, 08h20

O técnico Luiz Felipe Scolari não vai colocar qualquer empecilho para o goleiro Marcos permanecer por mais tempo na meta do Palmeiras. O comandante alviverde explicou que a decisão de desistir da aposentadoria só pode partir do próprio camisa 12, analisando suas condições físicas.

‘O Marcos sabe que só depende dele, das dores suportáveis que ele tem. Quando a gente nota que ele está carrancudo, é que tem uma ou outra dor que não o deixa treinar ou jogar normal. Daí, fazemos o procedimento do Pracidelli (preparador de goleiros), de dar repouso e depois aguentar por mais 20, 30 dias. Tudo vai depender dele’, afirmou.

Marcos, de 38 anos, tem contrato até dezembro como jogador do Palmeiras, quando promete abandonar os gramados. Porém, o goleiro já se mostrou disposto a ouvir uma possível proposta de renovação do Verdão.

O que ainda faz o ídolo palmeirense pensar bem em sua situação são as dores no joelho esquerdo, que o incomodam em treinos e jogos. No entanto, se o desconforto não for muito grande, Felipão vê a oportunidade de o goleiro defender o clube por mais tempo.

‘Ele tem uma colocação fantástica e liderança, é uma participação muito boa para nós. Vou deixá-lo jogando. No dia em que acabar o campeonato, ele que vai saber e ter a oportunidade de dizer. Não adianta eu falar agora. Se estiver com dores suportáveis, não vejo porque o Marcos parar no fim do ano. Mas não conheço os limites dele, tem que esperar’, acrescentou.

O que serviria de atrativo para Marcos desistir de se aposentar seria uma possível classificação do Palmeiras para a próxima edição da Copa Libertadores da América.

Continua após a publicidade
Publicidade