Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Copa do Brasil: quartas começam com arbitragem em xeque

Uma semana após tumultuada rodada, CBF escalou árbitros menos experientes para as partidas de ida das quartas de final do torneio

Por da redação 28 set 2016, 11h31

As quartas de final da Copa do Brasil começam nesta quarta-feira com a arbitragem, mais uma vez, em destaque. Uma semana depois da tumultuada rodada das oitavas de final – duelos entre Vasco e Santos, Juventude e São Paulo e, especialmente, Corinthians e Fluminense registraram reclamações contra os juízes -, os principais árbitros do país não foram escalados para os duelos de ida desta noite: Atlético-MG x Juventude e Santos x Inter, às 19h30, e Corinthians x Cruzeiro e Grêmio x Palmeiras, às 21h45.

Seis dos 10 “medalhões” da arbitragem brasileira não tiveram os nomes inseridos no sorteio da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) porque vão participar de testes físicos nesta quarta-feira, em Belo Horizonte. É o caso de Leandro Pedro Vuaden (RS), Wilton Pereira Sampaio (GO), Heber Roberto Lopes (SC), Sandro Meira Ricci (SC), Péricles Bassols Pegado Cortez (PE) e Ricardo Marques Ribeiro (MG). Além deles, oito árbitros aspirantes à Fifa integram a atividade.

Leia também:
Fluminense se revolta com arbitragem em Itaquera

Fluminense provoca Corinthians, leva troco e rebate com ‘textão’
Copa do Brasil: Santos arranca empate com o Vasco e avança

Os quatro árbitros das partidas desta noite serão Vinicius Furlan (SP), Gilberto Rodrigues Castro Júnior (PE), Eduardo Tomaz de Aquino Valadão (GO) (todos aspirantes à Fifa) e Cláudio Francisco Lima e Silva (SE), (um degrau abaixo). 

De acordo com a CBF, o teste físico com os principais nomes do país já estava previsto para esta semana porque uma avaliação deve ser entregue à Fifa no próximo domingo. A escolha da data também levou em consideração o cronograma da Conmebol. Dos quatro árbitros Fifa disponíveis, o gaúcho Anderson Daronco ficou fora do sorteio porque três jogos da Copa do Brasil envolviam equipes do Rio Grande do Sul e por ter trabalhado no jogo do Corinthians do último domingo – não poderia ser escalado novamente para um duelo do mesmo time.

Raphael Claus e Luiz Flávio de Oliveira, de São Paulo, só poderiam apitar a partida entre Atlético Mineiro e Juventude, em Belo Horizonte, por não envolver uma equipe paulista, mas acabaram fora. Apesar de não haver impedimento, o paraense Dewson Fernando Freitas da Silva não teve o nome selecionado.

Em meio às confusões, a CBF anunciou nesta terça-feira uma mudança na presidência da Comissão Nacional de Arbitragem: Sérgio Corrêa da Silva deixa o cargo para cuidar apenas de estudos para implementar árbitros de vídeo e foi substituído por Marcos Cabral Marinho de Moura, o Coronel Marinho, ex-dirigente da Federação Paulista de Futebol (FPF).

Continua após a publicidade

Os jogos desta quarta-feira:

19h30:

Atlético-MG x Juventude (Mineirão)

Santos x Inter (Vila Belmiro)

21h45:

Corinthians x Cruzeiro (Itaquerão)

Grêmio x Palmeiras (Arena do Grêmio)

Continua após a publicidade

Publicidade