Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Com dois do artilheiro Hernane, Mogi vira na casa do Comercial

O artilheiro do Campeonato Paulista voltou a ser decisivo para fazer o Mogi Mirim se recuperar da derrota para o Palmeiras. Com dois gols de Hernane, que chegou a cinco na competição e só não fez o sexto porque perdeu um pênalti neste sábado, a equipe virou sobre o Comercial por 3 a 1 em Ribeirão Preto, se consolidando na zona de classificação para as quartas de final.

Antes de Hernane comprovar a boa fase, porém, os donos da casa balançaram as redes com um belo gol de Sidny, aos 12 minutos. Aos 28, Hernane desperdiçou cobrança de pênalti, mas Felipe empatou aos 33. No segundo tempo, Hernane fez dois, aos cinco e aos nove minutos, garantindo mais três pontos para o clube que tem Rivaldo como um dos proprietários.

Na próxima rodada, o Sapão, que terminou o sábado em quinto lugar com nove pontos em cinco rodadas, recebe o Corinthians, às 21h50 (de Brasília) de quarta-feira. No dia seguinte, às 21h50, o Comercial, por enquanto oitavo colocado com seis pontos, estará no Morumbi para encarar o São Paulo.

O jogo – O Comercial começou o confronto pressionando e quase abriu o placar antes dos dez minutos em duas tentativas do atacante Elionar Bombinha. Mas quem balançou as redes foi o lateral direito Sidny, e com estilo: soltou uma bomba de canhota dentro da meta do Mogi, aos 12 minutos.

O gol, contudo, pareceu ter feito mal aos anfitriões, que deixaram os visitantes dominarem a partida. Mais incisivo, o Mogi Mirim conseguiu pênalti aos 28 minutos do primeiro tempo. Mas a cobrança de Hernane, que já havia passado em branco na derrota para o Palmeiras na quarta-feira, parou nas mãos do goleiro Alex Santana.

Aos 32, Hernane teve nova chance em cruzamento de Edson Ratinho, mas errou seu peixinho. O gol de empate sairia somente no minuto seguinte, com meia Felipe, que deu uma sequência de dribles antes de balançar as redes.

No segundo tempo, Hernane, enfim, saiu da má fase. Aos cinco minutos, o atacante teve espaço na área para aproveitar cruzamento de João Paulo e tocar com o pé dentro da meta do Comercial, selando a virada. O artilheiro fechou o placar aos nove, aproveitando novo passe de João Paulo.

Perdendo por 3 a 1, o Comercial fez pressão, mas não conseguiu dominar a partida como nos primeiros minutos. Para piorar, a equipe de Ribeirão Preto ficou com um a menos aos 28 minutos: o volante Vagner recebeu cartão vermelho direto ao revidar falta de Junior Maranhão. O suficiente para o Mogi confirmar mais três pontos.