Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Chicão volta a treinar e deve ser titular no Corinthians

Por Da Redação 1 nov 2011, 10h20

Por Fábio Hecico

São Paulo – Depois de ficar dois dias internado em um hospital por causa de uma amidalite e com suspeita de pneumonia, ganhar alta no sábado e ficar fora da lista de relacionados para o jogo contra o Avaí, realizado no último domingo, no Pacaembu, o zagueiro Chicão mostrou, na manhã desta terça, que está pronto para fazer o seu retorno ao time titular do Corinthians.

O defensor participou normalmente do treino realizado no CT Joaquim Grava e deverá ser confirmado na equipe que enfrentará o América-MG, no próximo domingo, às 17 horas, no Parque do Sabiá, em Uberlândia, pela 33.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Chicão deverá herdar uma vaga até pelo fato de que Leandro Castán, expulso contra o Avaí, e Paulo André, que levou o terceiro cartão amarelo, estão suspensos. Com isso, ele deve formar dupla de zaga com Wallace.

O elenco corintiano retornou aos treinos na manhã desta terça, depois de ter folgado na última segunda. Em um sinal de precaução contra o problema de saúde vivido na semana passada, Chicão vestiu agasalho para se prevenir contra o frio que atinge a capital paulistana nesta manhã, enquanto outros jogadores usaram apenas a camisa de treinamento.

Chicão está fora da equipe titular desde o dia 21 de setembro, quando o Corinthians enfrentou o São Paulo, no Morumbi, pelo Campeonato Brasileiro. Na semana do duelo, o jogador se recusou a ficar entre os reservas após saber que seria barrado do time pelo técnico Tite.

Afastado do time em seguida, o jogador precisou passar por um período de treinos para recuperar a sua melhor condição física e técnica. No período, zagueiro ficou fora da equipe titular nas últimas sete partidas do Corinthians e foi relacionado para apenas duas delas, contra Botafogo e Internacional, mas ficou apenas no banco de reservas nestes confrontos.

No mini-coletivo realizado na manhã desta terça-feira, titulares e reservas foram misturados, sendo que Leandro Castán, mesmo suspenso, participou do treinamento, já que atuou por apenas pouco mais de 45 minutos diante do Avaí, antes de ser expulso no início do segundo tempo.

Continua após a publicidade
Publicidade