Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Capitão do Guarani na Série B, Aílson assina com o Sport para 2012

O Sport anunciou oficialmente a contratação do zagueiro Aílson, de 31 anos, que foi capitão do Guarani durante a campanha dos paulistas na Série B do Campeonato Brasileiro. Além dele, a diretoria aproveitou para anunciar outro defensor: Wagner Silva, revelado pelas categorias de base do Inter.

Ambos assinaram pré-contrato para a próxima temporada e só oficializam o vínculo no dia 26 de dezembro, data da reapresentação do Leão para a disputa do Campeonato Pernambucano e preparação para o retorno à elite do Brasileirão.

Com os dois reforços, o time pernambucano já acerta a primeira lacuna cobrada pelo técnico Mazola Júnior, que renovou contrato até dezembro de 2012: a defesa. As saídas de Gabriel, Victor Hugo e Raul preocuparam a direção do clube, que só havia ficado com três homens para o setor defensivo: Tobi, Montoya e César Lucena.

Revelado pelo Luziânia-DF, mas profissionalizado apenas com a camisa do Brasiliense, Aílson já era capitão do clube em 2007, com apenas 26 anos de idade. A saída do defensor natural de Montes Claros-MG ocorreu em 2010, quando acertou com o Guarani para a disputa da Série A2 do Campeonato Paulista e da Primeira Divisão do Brasileiro.

Capitão também no clube paulista, Aílson foi um dos jogadores que mais reivindicou o pagamento dos salários por parte da diretoria do Guarani. Com um atraso de mais de quatro meses e sem previsão de quitação, o jogador recebeu a proposta do Sport e não titubeou.

Gaúcho de Esteio, Wagner Silva é cria das categorias de base do Inter, mas também já atuou no time Sub-19 do Benfica-POR antes de retornar ao clube gaúcho e ser reemprestado à Ponte Preta em 2011. Sem oportunidades, pediu à direção do Colorado para ser liberado no mesmo dia em que uma ligação do próprio Mazola Júnior o convenceu a jogar no Sport.

Tobi cria polêmica e renovação pode melar

Na tarde desta terça-feira, a diretoria do Sport anunciou a renovação do contrato do zagueiro Tobi até dezembro de 2012, mas foi surpreendida por uma declaração do jogador a uma rádio de Recife garantindo que ainda não havia assinado nenhum papel e, portanto, estava disposto a ouvir outras propostas.

O acerto verbal pode não ser assinado, pois a diretoria do Sport ficou revoltada com as declarações de Tobi e ameaça não formular o contrato e deixar o jogador livre para deixar o clube.