Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Caio chega ao Figueirense querendo repetir início pelo Botafogo

Espécie de talismã do Botafogo em 2010, quando foi promovido aos profissionais e ganhou destaque por entrar nos minutos finais e decidir as partidas, Caio não conseguiu repetir o desempeno nas temporadas seguintes e acabou emprestado ao Figueirense. O jogador chegou a Florianópolis nesta quinta-feira e já assinou contrato até o fim do ano.

‘Estou otimista e bastante animado. Tive apenas boas referências do clube e da cidade. Chego com a intenção de voltar a me destacar como no início da minha trajetória no Botafogo e repetir a boa campanha que o Figueirense fez no Brasileiro de 2011. Espero ajudar com gols e assistências’, discursou o atleta de 21 anos.

No Botafogo, Caio passou por altos e baixos. Começou na Taça Guanabara de 2010, quando entrou em três jogos e marcou três gols importantes,inclusive o que garantiria a vaga do clube à final, contra o Flamengo. Jovem, ele, contudo, também se envolveu em polêmicas ao discutir com torcedores e com o gerente de futebol do clube, Anderson Barros, quando foi retirado da concentração do Alvinegro, no ano passado.

Com a chegada do técnico Oswaldo de Oliveira, e a presença de jogadores como Loco Abreu, Herrera e Jobson, além de Andrezinho, Maicosuel e Fellype Gabriel, Caio seguiu sendo pouco aproveitado. ‘A briga pela posição no ataque do clube está acirrada. Infelizmente, vinha tendo menos oportunidades do que nas temporadas anteriores e solicitei à diretoria que me emprestassem em busca de novos ares’, afirmou o atacante.

Caio chegou ao Figueirense buscando novos ares, mas já encontrou uma semelhança com o Botafogo. ‘O grupo acabou de perder o Estadual’, constatou sobre a traumática final diante do Avaí, depois de ter liderado toda a primeira fase. ‘Mas é o momento de esquecer o que passou e focar o Brasileiro’, ensinou o jogador, que deve ser apresentado nesta sexta-feira, porém dificilmente vai para o jogo de estreia, contra o Náutico, no sábado, no Orlando Scarpelli.