Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Barcos se preocupa com falta de gols e divide cobrança com equipe

O atacante Hernán Barcos teve um início promissor com a camisa do Palmeiras, mas sofreu uma queda de rendimento junto com a equipe. O argentino marcou apenas um gol nos últimos oito jogos que disputou e admite a preocupação, dividindo a responsabilidade com o restante do elenco.

‘Claro que preocupa, mas não criamos tantas situações como antes. Se você recebe três, faz uma. Mas tem partida em que não aparecem situações, isso acontece em todas as equipes’, afirmou.

Em 19 jogos que fez com a camisa do Verdão, Barcos balançou as redes dez vezes, sendo que a maior parte dos gols foi anotada no início de sua trajetória. ‘Quando fiz gol, foi pela equipe. Quando não faço, também dependo da equipe. Não faço nada sozinho’.

O jogador acredita que o time passou a apresentar oscilação depois da derrota contra o Corinthians, quando deu adeus a uma série sem tropeços. Apesar da queda de rendimento, o argentino tem vaga garantida no comando do ataque do técnico Luiz Felipe Scolari.

‘A equipe mudou um pouco. Foram 22 jogos invictos e depois tivemos uma queda natural. Por isso, apareceram os resultados negativos seguidos, mas estamos tratando de levantar’, comentou.

Ao explicar que não enfrenta uma cobrança maior dos torcedores desde que seus números pioraram, Barcos alegou ter consciência de que precisa mandar mais bolas para as redes.

‘Tenho autocrítica e sempre tenho de melhorar. Eu me sinto bem, o que é importante. Quando fazia gols seguidos, os torcedores me pediam mais gols. Agora, também pedem mais. Mas o importante é fazer o trabalho, independentemente disso’, concluiu.

O Pirata está escalado para encarar o Paraná, na noite de quarta-feira, pelo segundo duelo das oitavas de final da Copa do Brasil.