Clique e assine a partir de 9,90/mês

Atletas australianos são multados por falsificação de credenciais

Os esportistas tiveram seus passaportes retidos pela Polícia Federal e precisarão pagar 10.000 reais para poderem retornar à Austrália

Por Da redação - 20 Aug 2016, 12h24

Nove atletas olímpicos da Austrália foram multados em 10.000 reais por adulterarem credenciais para assistir a um jogo de basquete na noite de sexta-feira.  De acordo com o Comitê Olímpico Australiano (AOC), os esportistas acompanharam a semifinal entre Sérvia e Austrália, mesmo sem a permissão necessária para acessar o local.

Os atletas, que competiam por diversas modalidades, foram encaminhados à delegacia de polícia do Parque Olímpico na noite ontem, após a sua fraude ser percebida, segundo um comunicado do AOC.  Durante a madrugada, os australianos prestaram depoimento à polícia, acompanhados pela presidente-executiva do comitê, Fiona de Jong, e por advogados brasileiros.

Leia também:
Rio-2016: Australianos repudiam gritos homofóbicos no Itaquerão
Recepcionada por ‘canguru’, Austrália ocupa Vila Olímpica

Como o processo judicial por fraude demoraria ao menos três semanas para correr na Justiça brasileira, o comitê optou por um acordo e os atletas foram multados. Eles foram liberados por volta das 5h30 de hoje para retornarem à Vila Olímpica e seus passaportes estão retidos na Polícia Federal, até que cumpram com o pagamento.

Por meio da nota, o comitê australiano pediu desculpas à Justiça em pelo comportamento dos esportistas e alegou que estavam apenas “apoiando seus colegas de equipe” e, portanto, ninguém foi prejudicado pelo incidente. Além disso, o AOC divulgou que fará uma investigação interna para punir os responsáveis “por não seguirem as regras de credenciamento”.

Publicidade