Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês

Arenas vazias, culpa do torcedor

Comitê Rio 2016 classifica como 'questão comportamental' o fato de ter arquibancadas vazias até em eventos totalmente vendidos

Por Leslie Leitão Atualizado em 8 ago 2016, 16h29 - Publicado em 8 ago 2016, 15h09

Em um comunicado oficial feito na manhã desta segunda-feira, no Centro de Mídia do Parque Olímpico, o Comitê Rio-2016 comemorou que a taxa de ingressos vendidos chegou a 84%. Para quem está sendo obrigado a assistir a Olimpíada pela televisão porque não conseguiu comprar os bilhetes quando as vendas foram abertas, no início do ano, é difícil compreender as razões para as arenas estarem tão vazias. Para Donovan Ferreti, responsável pela área de comercialização de tíquetes, as explicações das arquibancadas vazias estão diretamente ligadas ao comportamento do torcedor.

“O primeiro motivo é que há eventos de jornada dupla, dois jogos de um mesmo ingresso nessa fase classificatória o que faz com que as pessoas cheguem e saiam a qualquer hora. Em determinados momentos fica mais vazio, em outros mais cheio. Alguns eventos também são mais longos. Também há pessoas que vêm para o Parque Olímpico, que é lindo, e ficam passeando”, disse Ferreti.

Leia também
Rafaela Silva bate húngara e avança às semifinais
Neymar, Jesus, Micale…sobram decepções no futebol masculino
Polícia prende outra quadrilha internacional de cambistas

O problema é que até mesmo nos eventos mais concorridos – como a estreia do sérvio número 1 do tênis, Novak Djokovic, o time de basquete masculino com os astros da NBA em ação, ginástica e até vôlei de praia e de quadra – para os quais todos os ingressos estão esgotados há meses, há gigantescos espaços vazios. “O que posso dizer é que não há mais ingressos para vendermos para esses eventos”.

Donovan Ferreti disse ainda que o Comitê Rio-2016 está satisfeito com a arrecadação: “Comitê já atingiu sua meta de receita. Quando há eventos de duas sessões, é uma decisão do espectador. Se as pessoas não estão indo…”, disse. O dirigente foi questionado se a organização não se preocupava de estar transmitindo um evento para o mundo inteiro com as arquibancadas vazias: “Comitê está preocupado se estejam cheias, claro”, completou. 

Dos cerca de 6 milhões de ingressos vendidos, Donovan Ferreti explicou que 70% foram destinados ao público geral, e os outros 30% divididos entre a família olímpica e patrocinadores (estes ficam com uma fatia de 5% a 7% do total). 

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)