Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Alfa Romeo anuncia primeiro piloto chinês da F1 para 2022

Guanyu Zhou faz parte da Alpine como reserva e é segundo colocado no campeonato da Fórmula 2

Por Alessandro Giannini Atualizado em 16 nov 2021, 09h07 - Publicado em 16 nov 2021, 08h57

A três corridas do fim do Campeonato Mundial de Fórmula 1, as escuderias começam a se movimentar para a temporada 2022. Nesta terça-feira, 16, a Alfa Romeo anunciou Guanyu Zhou como o primeiro piloto da China a integrar uma equipe na competição automobilística. Com 22 anos, ele se juntará ao finlandês Valtteri Bottas, que sairá da Mercedes após cinco temporadas ao lado do heptacampeão mundial Lewis Hamilton.

O jovem assume o lugar do piloto italiano Antonio Giovinazzi, patrocinado pela Ferrari, na Alfa Romeo, enquanto o veterano finlandês Kimi Raikkonen está se aposentando. A equipe está na penúltima colocação na competição de construtores.

Zhou é piloto de testes da Alpine, de propriedade da Renault, e dirigiu o carro em julho passado, na Áustria, durante um teste no primeiro dia do GP. Ele é o segundo colocado na classificação da Fórmula 2, venceu no Bahrein e em Silverstone nesta temporada e ainda está em posição de conquistar o campeonato. Faltam duas provas para o fim, com corridas na Arábia Saudita e em Abu Dhabi.

“Eu sonhava desde muito jovem subir o mais alto que pudesse em um esporte pelo qual sou apaixonado, e agora o sonho se tornou realidade”, disse Zhou em um comunicado da equipe. “Ser o primeiro piloto chinês na Fórmula 1 é um avanço para a história do automobilismo.”

Temporada 2021

No domingo, Lewis Hamilton, da Mercedes, venceu o GP São Paulo de F1, numa corrida emocionante. É sua sexta vitória na temporada e a terceira no circuito brasileiro – são 101 na carreira. Em primeiro no campeonato, o holandês Max Verstappen, da RBR, liderou a prova durante a maior parte do tempo, mas não conseguiu segurar a pressão e terminou em segundo. O finlandês Valtteri Bottas, companheiro de Hamilton na Mercedes, que largou na primeira posição, terminou em terceiro.

Os próximos grandes prêmios da F1 acontecerão no Catar, no próximo fim de semana, e na Arábia Saudita e em Abu Dhabi, em dezembro.

Continua após a publicidade

Publicidade