Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Taberna Japonesa Quina do Futuro: melhor oriental de Recife

Os delicados sushis vendidos em pares fazem a fama da casa comandada por André Saburó Matsumoto

Eleito o chef do ano nesta edição, André Saburó Matsumoto vive um excelente momento profissional e não raro está fora da capital pernambucana. Por sorte, a equipe de quatro sushimen treinada por ele mantém a qualidade dos sushis, geralmente vendidos em pares — o sucesso do Taberna Japonesa devese, em grande parte, à delicadeza de tais peças, moldadas no balcão do restaurante. Bons exemplos são o bajiru, feito com salmão gordo selado, toque de tarê, flor de sal e flor de manjericão (R$ 18,30 a dupla), o de atum fresco tipo exportação (R$ 14,50 a dupla) e o maguro spicy, também preparado com atum fresco, batido com cebolinha e pimenta chili (R$ 17,90 a dupla). Novidade recente, o sushi vegano reúne doze peças com tartare de pepino, tomate tostado com broto de coentro e pimenta ají, entre outros ingredientes (R$ 71,00). Igualmente competente, a cozinha quente expede sobretudo receitas clássicas como o yakissoba à moda de Nagasaki, no qual a massa frita é envolvida por molho de legumes, filé-mignon e frutos do mar (R$ 75,90). Durante a semana, na hora do almoço, a casa oferece menu executivo, composto de entrada, prato e sobremesa, a R$ 45,90.

Rua Xavier Marques, 134, Aflitos, 3241- 9589 (110 lugares). 11h30/15h e 18h/23h30 (sex. 11h30/15h e 18h/0h; sáb. 12h/15h30 e 18h/0h; fecha dom.). Aberto em 1986. $$$

2º Lugar – Sushi Yoshi

André Saburó Matsumoto, o chef do ano desta edição, também comanda este restaurante fundado pelo tio, Yoshi Matsumoto. A colina de atum é uma das receitas mais conhecidas do lugar: fatias de peixe levemente seladas são enfileiradas no prato com azeite de ervas e molho à base de gengibre e gergelim preto por R$ 69,90. Dos pratos quentes, o tempurá udon traz macarrão cozido e uma porção de tempurá de camarão e de legumes em suave caldo de peixe (R$ 56,90). Completam os pedidos a dose de saquê Hakushika (R$ 40,60) e o tempurá de sorvete de creme e calda de caramelo (R$ 25,80).

Rua Padre Luiz Marques Teixeira, 155, Boa Viagem, 3462-2748 (40 lugares). 18h30/23h (sex. e sáb. até 0h). Aberto em 1997. $$

 

3ºLugar – Kojima

Na cozinha do chef Alexandre Faeirstein, a culinária japonesa aproxima-se de ingredientes regionais no camurim farofeiro, que leva o peixe com tomate e ervas para ser cozido em um papillote. A sugestão chega com farofa de shiitake por R$ 59,00. O prato batizado de fantasia reúne dezesseis fatias de salmão, atum, polvo e agulhão-branco levemente cozidas em molhos frio (à base de limão) e quente, de óleo de gergelim (R$ 60,00, para duas pessoas). Para adoçar, o harumaki de goiabada e cream cheese, ladeado por sorvete de creme e calda de chocolate, sai por R$ 29,00.

Rua Ondina, 141, Pina, 3328-3585 (120 lugares). 19h/0h (qui. a sáb. até 1h30). Aberto em 1997. $$$