Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Produtores criticam a Fox por apoio à ‘tolerância zero’ na imigração

Steve Levitan, criador de 'Modern Family', ameaçou deixar o grupo por causa das opiniões de comentaristas da Fox News, mas depois voltou atrás

Alguns produtores e diretores de Hollywood criticaram a Twenty-First Century Fox pelo apoio dos comentaristas da Fox News à política de ‘tolerância zero’ do governo de Donald Trump com imigrantes, que separa crianças de seus pais. A comentarista Laura Ingraham, por exemplo, descreveu os centros de detenção que abrigam as crianças como “acampamentos de verão”. Já Ann Coulter disse que as crianças são como “atores mirins lamentando e chorando” e pediu a Trump: “Não caia nisso, senhor presidente”.

Steve Levitan, um dos criadores da série Modern Family, disse no Twitter que está “com nojo” de trabalhar para um estúdio de TV que pertence ao mesmo grupo da Fox News. No Twitter, disse que vai “montar sua loja em outro lugar” após seu contrato com a Fox expirar, no ano que vem. Mais tarde, em comunicado, voltou atrás e disse que iria “tomar um tempo” para ver como as coisas se desenrolam antes de tomar uma decisão definitiva sobre seu futuro na casa.

O criador de Family Guy, Seth MacFarlane, o diretor de Missão Madrinha de Casamento, Paul Feig, e o cineasta Judd Apatow, produtor por trás de filmes e séries como Girls e Descompensada, também se pronunciaram. Apatow pediu para mais pessoas que trabalham com a Fox se pronunciarem.”Imaginem se fossem os seus filhos. Quem tem um filme, série de TV, evento esportivo, programa de notícias na Fox? Como vocês conseguem permanecer em silêncio quando eles promovem essas políticas?”, tuitou Apatow na segunda-feira.

Feig escreveu no Twitter que embora ame os funcionários nas divisões de cinema e TV da Fox, “também não consigo perdoar o apoio que sua divisão de notícias promove para políticas e ações imorais e abusivas tomadas por este governo atual em relação a crianças imigrantes”.