Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

‘O Outro Lado’: Capítulo enfurnado em tribunal quebra ritmo da reta final

Penúltima parte da trama contou com julgamento arrastado e surpresa manjada

Sequências em tribunais tem rendido boa televisão — vide American Crime Story: O Povo vs. O.J. Simpson e How To Get Away With Murder —, mas não foi o caso no penúltimo capítulo de Outro Lado do Paraíso. Na véspera do desfecho da novela, o episódio desta quinta-feira se arrastou pelo julgamento da vilã Sophia, que culminou em uma surpresa já manjada pelo público.

Praticamente todo elenco do folhetim estava reunido no tribunal da juíza Raquel (Erika Januza), das prostitutas do Chic Love à alta sociedade de Palmas. Paulo Betti fez o advogado do diabo, Maurício, que distorceu o depoimento de cada uma das testemunhas a favor de Sophia. Ao final, Clara, que demorou uma novela para levar a ex-sogra para o tribunal, foi centrifugada por um único advogado melodramático, e estava prestes a cair na armadilha que ela mesma criou.

Quando tudo parecia perdido, eis que Mariano (Juliano Cazarré) entra no tribunal como prova viva dos crime de Sophia. O ressurgimento messiânico, no entanto, foi uma surpresa apenas para os personagens. Há semanas o público sabia que o garimpeiro tinha sobrevivido ao ataque da mãos-de-tesoura, e estava sob os cuidados da Grande Mãe do quilombo. Então, qual a graça de uma revelação já conhecida? Para piorar, os desdobramentos do retorno de Mariano ainda foram jogados para o último capítulo da trama, acumulando mais um problema a ser resolvido nesta sexta-feira.