Clique e assine com 88% de desconto

Mulheres de Hollywood criam fundo de apoio a vítimas de assédio

Atrizes, diretoras, produtoras e cantoras criaram projeto que pretende oferecer subsídios para que sejam tomadas medidas legais contra os assediadores

Por Da redação - 2 jan 2018, 18h30

Cerca de 300 mulheres de Hollywood se uniram para criar um fundo de apoio às vítimas de assédio sexual na indústria do cinema. A inciativa, batizada de Time’s Up, pretende oferecer subsídios para que sejam tomadas medidas legais contra os assediadores, e propõe campanhas para que, até 2020, as mulheres tenham a mesma presença em cargos executivos do meio do que homens. O projeto também encabeça o protesto no Globo de Ouro, que prevê que as atrizes desfilem pelo tapete vermelho vestidas de preto.

Segundo o jornal The New York Times, a ação não tem líderes. Ela é dividida em comitês, responsáveis por diferentes áreas de atuação, como legislação, política corporativa, práticas de contratação e arrecadação de recursos. Shonda Rhimes, Reese Witherspoon, Natalie Portman, Emma Stone, Ava DuVernay, Gwyneth Paltrow, Jennifer Aniston, Kate Hudson, Viola Davis, Alicia Vikander, Amy Poehler, Taylor Swift e Jessica Chastain estão entre as principais vozes do movimento.

Nesta segunda-feira, a iniciativa publicou em seu site uma carta aberta às mulheres de Hollywood. Confira abaixo um trecho do texto traduzido:

“Seguimos empenhadas em conscientizar nosso ambiente de trabalho, pressionando-o por mudanças rápidas e eficazes que tornem a indústria do entretenimento um lugar seguro e equilibrado. Também, buscamos mudar a forma como a sociedade enxerga e trata as mulheres, através de histórias de diversas mulheres, vítimas.”

Time's Up

 

Publicidade

 

Publicidade
Publicidade