Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

‘Me Chame pelo Seu Nome’ vence prêmio pelo roteiro adaptado

Filme produzido por brasileiro levou o USC Scripter Award, que acertou os últimos sete vencedores do Oscar na categoria

Se a tendência dos últimos sete anos prevalecer, Me Chame pelo Seu Nome já tem garantido ao menos um Oscar na noite de 4 de março. Neste domingo, o filme venceu o USC Scripter Award, concedido pela Universidade do Sudeste da Califórnia às melhores adaptações de obras impressas, laureando tanto o roteirista como o autor do original. O que faz dessa premiação tão importante é que, nos últimos 7 anos, eles acertaram todos os vencedores da categoria na cerimônia da Academia.

Receberam o prêmio o roteirista James Ivory e o escritor Andrei Aciman. A história gira em torno do despertar da sexualidade de um adolescente durante as férias de verão, quando conhece um colega de seu pai. Dirigida por Luca Guadagnino e produzida, entre outros, pelo brasileiro Rodrigo Teixeira e sua empresa RT Features, o título bateu todos os outros com os quais concorrerá ao Oscar: Artista do Desastre, A Grande Jogada, Logan e Mudbound: Lágrimas sobre o Mississippi. A lista de indicados ainda trazia Mulher-Maravilha e Z: A Cidade Perdida.

A sequencia de coincidências entre as duas votações inclui A Rede Social (2010), Os Descendentes (2011), Argo (2012), 12 Anos de Escravidão (2013), O Jogo da Imitação (2014), A Grande Aposta (2015) e Moonlight: Sob a Luz do Luar (2016). No Oscar, Me Chame pelo Seu Nome disputa também as categorias de filme, canção original e ator (Timothée Chalamet).

Entre as produções para televisão, o USC Scripter Award escolheu a série The Handmaid’s Tale, premiando o roteirista Bruce Miller e a escritora Margaret Atwood. O cineasta Francis Ford Coppola ainda recebeu uma homenagem especial pela sua carreira. “Todo mundo que já adaptou um livro para roteiro sabe que autor do original fez o trabalho pesado”, disse.