Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Lena Dunham pede desculpas por comentário infeliz sobre aborto

Atriz da série ‘Girls’ foi criticada após dizer que gostaria de ter feito um aborto em prol da experiência

A atriz Lena Dunham, criadora e protagonista da série Girls, se desculpou por seu comentário infeliz sobre o aborto. No recente episódio de seu podcast, Women of the Hour, a americana afirmou que, embora ela nunca tenha feito um aborto, gostaria de ter passado por essa experiência para poder lutar contra o estigma que existe em torno do procedimento. A afirmativa, claro, não foi bem recebida, especialmente pela falta de sensibilidade de Lena em relação às mulheres que passaram pelo procedimento, enfrentando procedimentos arriscados e uma escolha difícil.

“A ideia era explicar as muitas razões que levam mulheres que escolhem ou não ter filhos e o que significa ter autonomia sobre seu corpo”, disse no texto publicado em seu Instagram. “Tenho orgulho das muitas vozes deste episódio. Realmente espero que um comentário de mal gosto da minha parte não diminua o maravilhoso trabalho de todas as mulheres envolvidas na causa”.

Ela ainda afirmou que seu comentário foi dito por um lado seu que de vez em quando tem pensamentos “delirantes”. “É meu lado que transita entre sabedoria e ignorância, difícil de traduzir. É minha culpa. Eu nunca minimizaria o peso emocional e os desafios físicos de interromper uma gravidez.”

Para completar o mea culpa, Lena pediu perdão às mulheres que se inspiram nela e afirmou que fará doações para instituições destinadas a quem passou pela experiência do aborto.

View this post on Instagram

My latest podcast episode was meant to tell a multifaceted story about reproductive choice in America, to explain the many reasons women do or don't choose to have children and what bodily autonomy really means. I'm so proud of the medley of voices in the episode. I truly hope a distasteful joke on my part won't diminish the amazing work of all the women who participated. My words were spoken from a sort of "delusional girl" persona I often inhabit, a girl who careens between wisdom and ignorance (that's what my TV show is too) and it didn't translate. That's my fault. I would never, ever intentionally trivialize the emotional and physical challenges of terminating a pregnancy. My only goal is to increase awareness and decrease stigma. I take reproductive choice in America more seriously than I take literally anything else, and therefore own full responsibility for any words I speak that don't convey this truth clearly. I know plenty of people will never like a thing that leaves my lips, mea culpas or no, but this apology is for the women who have placed their trust in me. You mean everything to me. My life is and always will be devoted to reproductive justice and freedom. You know how in some households you curse and have to put money in a jar? Well in mine, if you mess up your pro-choice messaging you have to give a sizable donation to abortion funds (https://abortionfunds.org/need-abortion) in New York, Texas and Ohio 💰I look forward to fighting with you all for the next four years and beyond.

A post shared by Lena Dunham (@lenadunham) on

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Se amanhã países desenvolvidos começarem a comer bosta é falar que é bom o Rubens vai comer.

    Curtir

  2. Eliane Moura

    Ela tem um QI de pastor alemão, o que vcs queriam?
    MaU gosto, Veja.

    Curtir

  3. Ciencia nunca foi… Dizer que “a partir da união da célula do homem com a célula da Mulher É Ser Humano” é um ponto de vista apenas das religioes, mas nunca da Ciencia.

    Curtir