Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

John Legend se torna o 1º homem negro e o mais jovem a vencer o EGOT

Músico conquistou os quatro maiores prêmios do mundo do entretenimento: Emmy, Grammy, Oscar e Tony

John Legend fez história ao se tornar a pessoa mais jovem e o primeiro homem negro a completar o cobiçado EGOT, acrônimo usado para vitoriosos das quatro principais premiações do mundo do entretenimento: Emmy, Grammy, Oscar e Tony, que premiam, respectivamente, os melhores da TV, música, cinema e teatro.

O músico levou para casa seu primeiro Emmy na premiação Creative Arts Emmy Awards, em Los Angeles, na noite de domingo, pela produção do especial televisivo Jesus Christ Superstar Live in Concert, do canal NBC.

Além de produzir o programa, Legend interpreta Jesus no musical, que lhe rendeu uma indicação à categoria de melhor ator em filme de TV ou série limitada — o vencedor será revelado na cerimônia principal do Emmy, que acontece na segunda-feira, dia 17. ele concorre com Antonio Banderas (por Genius); Darren Criss (American Crime Story); Benedict Cumberbatch (Patrick Melrose); Jeff Daniels (The Looming Tower); e Jesse Plemons (Black Mirror).

Dono de dez estatuetas do Grammy, Legend levou o Oscar de melhor música original com Glory, em 2015, parte da trilha do filme Selma, e venceu o Tony pela produção da peça Jitney.

Até ontem, a lista de vencedores do EGOT era formada por 12 pessoas. Três novos nomes entram para o hall. Legend chega acompanhado de Andrew Lloyd Webber e Tim Rice, seus parceiros de produção no programa. Fazem parte da lista completa — sem contar vencedores de prêmios honorários, apenas os que venceram em competição — as personalidades Richard Rodgers, Helen Hayes, Rita Moreno, John Gielgud, Audrey Hepburn, Marvin Hamlisch, Jonathan Tunick, Mel Brooks, Mike Nichols, Whoopi Goldberg, Scott Rudin e Robert Lopez.