Clique e assine a partir de 9,90/mês

John Galliano é o novo diretor criativo da Maison Martin Margiela

Estilista estava afastado do mundo da moda desde 2011, quando foi demitido da Dior por ofender um casal de judeus com comentários antissemitas

Por Da Redação - 6 out 2014, 21h14

O estilista britânico John Galliano, demitido da Dior em 2011 por ter feito comentários antissemitas, está de volta ao mundo da moda. Ele foi confirmado como o novo diretor criativo da Maison Martin Margiela, para a qual fará todas as coleções, tanto de alta-costura quanto de prêt-à-porter. Seu primeiro desfile para a marca belga está previsto para janeiro de 2015.

Leia também:

Alcoolismo de Galliano preocupava Dior antes da demissão

John Galliano culpa vício em drogas por ato antissemita

Continua após a publicidade

“John Galliano é um dos maiores talentos de todos os tempos”, disse em comunicado Renzo Rosso, presidente do grupo OTB, proprietário da Martin Margiela e de outras marcas como Diesel e Marni. “É um estilista único e excepcional. Desejo que encontre aqui a sua nova casa.”

Galliano foi detido em fevereiro de 2011, em Paris, acusado de dirigir insultos antissemitas a um casal no terraço de um café no bairro de Marais, conhecido por ser um reduto da comunidade judaica na cidade. Dias depois caiu na internet um vídeo em que ele aparecia bêbado e dizia amar Hitler. O estilista foi condenado a pagar multas no valor de 6.000 euros por insultar o casal e também uma senhora no mesmo café.

(Com agência France-Presse)

Publicidade