Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Guillermo del Toro ganha estrela na Calçada da Fama e defende imigrantes

"Estamos em um momento de muito medo", afirmou o diretor durante o discurso de aceitação da homenagem

O diretor Guillermo del Toro (O Labirinto do Fauno, A Forma da Água) inaugurou sua estrela na Calçada da Fama de Hollywood na terça-feira, 6, e aproveitou o momento para fazer uma manifestação a favor dos imigrantes dos Estados Unidos. “Estamos em um momento de muito medo”, afirmou del Toro, que ressaltou suas origens: “sou mexicano e imigrante”. A homenagem ao cineasta latino acontece dias após um atentado em um mercado em El Paso, no Texas, em que um atirador supremacista branco matou 22 pessoas — sendo ao menos sete mexicanos.

O cineasta recebeu a estrela de número 2.669 e, além do discurso, também beijou a bandeira mexicana. “O medo é utilizado para nos dividir e para nos dizer que somos todos diferentes e que não deveríamos confiar uns nos outros”, prosseguiu em seu discurso, acompanhado da cantora Lana Del Rey e do diretor J.J. Abrams, que participaram da honraria. “Essas mentiras nos controlam e facilitam o ódio mútuo. Mas o antídoto para isso é nos unirmos e percebermos que essas divisões são uma completa fantasia.”

“Como mexicano, receber essa estrela é um gesto, e nenhum gesto neste momento pode ser banal ou simples”, resumiu del Toro ao fim do discurso. Ele ainda aproveitou o momento para direcionar conselhos aos imigrantes. “Vocês devem acreditar nas possibilidades e não nos obstáculos. Não acreditem nas mentiras que contam sobre a gente. Acreditem que todos nós podemos fazer a diferença e todos nós temos histórias para contar e podemos contribuir para a arte e para o mundo da forma que acharmos melhor”, completou o diretor.