Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ex-baterista desmente convite para tocar no último show do Black Sabbath

Bill Ward negou ter sido chamado para a apresentação de despedida, diferentemente do que o baixista do grupo, Geezer Butler, havia afirmado

O Black Sabbath deu início à turnê de despedida The End nesta quarta-feira, nos Estados Unidos. A última excursão mundial dos ingleses, entretanto, tem sido motivo de discórdia entre os integrantes do grupo. O motivo: a ausência do ex-baterista Bill Ward, um dos membros da formação original da banda. O baixista Geezer Butler havia afirmado, em entrevista ao site Radio.com, que Ward foi chamado para tocar no último show da turnê – e da história do Black Sabbath. O ex-baterista, porém, negou que tenha recebido o convite.

À revista Rolling Stone, Ward disse que se colocou à disposição para tocar com o restante do grupo, mas recebeu um não como resposta. “Quando eles confirmaram a turnê, meu empresário falou com a equipe da banda, perguntando se eles teriam interesse na minha participação. Eles disseram que não”, afirmou ele sobre o que teria sido sua última conversa com os integrantes do Black Sabbath.

LEIA TAMBÉM:

Black Sabbath desiste de novo álbum e estende turnê

Black Sabbath promete novo álbum aos fãs que forem à turnê de despedida

Black Sabbath anuncia turnê de despedida

Black Sabbath volta a liderar paradas britânicas após 43 anos

O ex-baterista também reiterou que se sente apto para fazer uma turnê completa, ao contrário do que o líder da banda, Ozzy Osbourne, sugeriu certa vez. No ano passado, o vocalista afirmou que Ward havia sido cortado das turnês por estar “incrivelmente gordo” e ter sofrido dois infartos. Assim, ele não seria capaz de enfrentar uma série de shows de 2 horas cada. À época, o ex-integrante pediu que Ozzy se desculpasse pelos comentários – o que não aconteceu. Em vez disso, o vocalista disse que o ex-Black Sabbath deveria deixar de se fazer de vítima. “Vamos parar com isso antes que fique fora de controle”, escreveu ele em suas redes sociais.

Histórico – O desentendimento entre o Black Sabbath e Ward não é de hoje. Em novembro de 2011, a banda decidiu gravar um novo disco, 13, com a sua formação original. No entanto, o ex-baterista anunciou que não participaria do projeto por não concordar com o contrato. O grupo deu continuidade ao álbum mesmo assim, e convidou Brad Wilk, do Rage Against the Machine e Audioslave, para assumir a bateria.

A última vez em que o Black Sabbath se apresentou com a formação original completa foi em 2005. Na turnê de 2013, que passou pelo Brasil e levou mais de 70.000 pessoas ao Campo de Marte, a banda contou com Tommy Clufetos na bateria.

Confira o vídeo de uma das apresentações do grupo com Ward na bateria: