Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Deborah Secco sobre Karola: ‘Não acredito em pessoas 100% boas ou más’

Intérprete da malvada da novela 'Segundo Sol' diz que crê em 'pessoas que tentam ser felizes e lutam por isso'

A chatice de Rochelle em Segundo Sol já é algo reconhecido entre o público – a digital influencer malcriada interpretada por Giovanna Lancellotti não conseguiu criar empatia e entrou para o rol de personagens malas das novelas. A novela das 9 da Globo, porém, conseguiu criar também uma “malvada favorita”. Apesar do jeito de vigarista, a vilã Karola, vivida por Deborah Secco, conquistou os espectadores com uma personalidade amorosa e a forma como defende a própria família.

“A Karola é uma personagem muito contraditória. Ela é extremamente má, mas é uma muito boa mãe e é realmente apaixonada pelo Beto Falcão”, afirmou Deborah em entrevista a VEJA por ocasião da divulgação do filme Mulheres Alteradas, em que vive Keka. “Não acredito em pessoas 100% boas ou más. Acredito em pessoas que tentam ser felizes e lutam por isso, mas de formas diferentes, em equalizações diferentes. Isso não é algo exclusivo do Brasil, mas no mundo todo.”

Apesar de se dizer “apaixonada pela personagem”, a atriz não vê nenhuma semelhança com a ex-prostituta. “Geralmente, quando eu faço uma personagem, busco fazê-la bem diferente de mim, o que me dá mais artifícios para interpretar”, explica. “A Karola é muito louca, muito dramática. Acaba sendo muito engraçado. Mas ela é totalmente diferente de mim. Até quando eu sou dramática, não é igual.”