Clique e assine a partir de 9,90/mês

Como Lula, Ari Fontoura será conduzido coercitivamente em filme

Ator reforça elenco de ‘PF – A Lei É para Todos’, longa que abrirá trilogia sobre a Operação Lava Jato

Por Da redação - Atualizado em 21 Nov 2016, 13h08 - Publicado em 21 Nov 2016, 13h05

Escalado para viver o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva nos cinemas, Ari Fontoura deve protagonizar uma das sequências inesquecíveis de 2016: aquela em que o petista foi conduzido coercitivamente para depor em uma sala da Polícia Federal no aeroporto de Congonhas, em março. As cenas estarão em PF – A Lei É para Todos, longa de Marcelo Antunez sobre a Operação Lava Jato previsto para 2017.

Com orçamento de 14 milhões de reais oriundos de investidores privados, segundo a equipe do longa, PF – A Lei É para Todos terá como protagonistas os atores Flavia Alessandra, Antonio Calloni e Bruce Gomlevsky. Os três viverão investigadores inspirados em personagens reais. Como os livros, os roteiros dos filmes, escritos por Gustavo Lipsztein e Thomas Stavros, tomarão liberdades, mas contarão também com fatos históricos, como as prisões de políticos e empresários e a condução coercitiva de Lula.

O juiz Sergio Moro, que seria vivido pelo ator Rodrigo Lombardi, não está entre os personagens principais. As filmagens já começaram e se desenrolam nesta segunda-feira em Curitiba.

O filme será o primeiro de uma trilogia que contará também com livros – um título para cada episódio – escritos por Carlos Graieb e Ana Maria Santos e publicados pela Record. É previsa também uma série de TV, projeto ainda em caráter embrionário.

Publicidade