Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Abertura da Olimpíada repercute na internet com memes e piadas

Cerimônia que deu início oficialmente à Rio-2016 movimenta as redes sociais nesta sexta-feira

Por Da redação - Atualizado em 5 ago 2016, 23h55 - Publicado em 5 ago 2016, 20h46

Como era de se esperar, a internet não deixou passar em branco a cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos. Algumas horas antes da festa, que começou às 20h no Maracanã, a hashtag #CerimoniaDeAbertura já ocupava o primeiro lugar nos trending topics – a lista de assuntos mais comentados do Twitter – no Brasil. Outras menções que também ocuparam o ranking foram Maracanã, Guga, que pode ser o atleta a acender a pira olímpica, Jorge Ben, Cabo Verde e Antigua e Barbuda.

LEIA TAMBÉM:
Cobertura ao vivo da abertura da Rio-2016
Guga, Vanderlei ou Giovane: um deles acenderá a pira

Um dos destaques foi o momento em que Gisele Bündchen desfilou pelo Maracanã, ao som de Garota de Ipanema.

Quando a cerimônia começou, o público se rendeu à apresentação dirigida pelos cineastas Fernando Meirelles e Andrucha Waddington e produzida por Daniela Thomas. Os espectadores ficaram até um pouco decepcionados — esperavam que algo fosse dar errado.

 

O público também comentou o trecho da cerimônia que mostrou os índios brasileiros.

Quando a festa começou a mostrar uma projeção em 3D que imitava prédios e um time de praticantes de Parkour, as pessoas ficaram um pouco confusas.

O fenômeno Pokémon Go, lançado no Brasil na quarta-feira, também foi lembrado, claro.

A parte em que a cerimônia chamou atenção para o aquecimento global deu uma esfriada na festa – mas não nos memes.

A entrada das delegações também foi movimentada na internet.

Publicidade

A entrada da delegação brasileira sacudiu as redes.

Publicidade

O momento em que os arcos olímpicos foram formados foi outro destaque.

O esperado show de Anitta, Caetano Veloso e Gilberto Gil fez sucesso, apesar de muitas pessoas apontarem que a cantora estava fazendo uso de playback.

Publicidade

E o momento final, com o ex-maratonista Vanderlei Cordeiro de Lima acendendo a pira olímpica, também rendeu comentários.

 

 

Publicidade