Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Universidades estaduais ameaçam parar no Paraná

Reitores das universidades e representantes do governo do Estado devem se reunir nesta terça-feira para tentar um acordo

Universidades estaduais do Paraná ameaçam parar as atividades por falta de verbas, caso o governo do Estado não repasse os recursos de custeio para as unidades. Reitores das universidades estaduais e representantes do governo do Estado do Paraná devem se reunir nesta terça-feira para tentar um acordo. Segundo o presidente da Associação Paranaense de Professores de Ensino Superior Público (Apiesp), Aldo Bona, caso o governo não repasse ao menos parte dos 124 milhões de reais de custeio, a situação vai se agravar.

Entre as situações mais graves está a Universidade Estadual de Londrina (UEL) que, segundo sua reitora, Berenice Jordão, vive a maior crise financeira da história e também pode encerrar as atividades. “Não queremos pensar que isso possa acontecer, mas não temos alternativa para essa situação”, disse à Rede Brasil Sul.

A UEL deveria receber 34 milhões de reais para a manutenção e o custeio da saúde – no caso do Hospital Universitário e da Clínica Odontológica Universitária. Segundo a reitora, o valor da dívida de água e luz chega a 2,8 milhões de reais. “Não conseguimos pagar estas contas desde novembro do ano passado.”

Leia também:

Professores do DF entram em greve até sexta-feira

entraram em greve no dia 9