Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Treze servidores pedem exoneração de cargos no Inep, encarregado do Enem

Todos fazem parte da diretoria responsável pela aplicação da prova, prevista para os dias 21 e 28 de novembro

Por Ricardo Ferraz Atualizado em 8 nov 2021, 19h10 - Publicado em 8 nov 2021, 13h09

Treze servidores do Inep, órgão responsável pela realização do Enem, solicitaram exoneração dos cargos que ocupam. A medida antecipada por VEJA, é uma reação á gestão do presidente Danilo Dupas, denunciada pela associação de funcionários da entidade na última quinta-feira.

Todos são da diretoria de Gestão e Planejamento, responsável pela aplicação e logística do Enem e de outras avaliações mantidas pelo Inep. Onze ocupam cargos de coordenação.

As provas do Enem estão previstas ocorrer nos dias 21 e 28 de novembro.

“Não se trata de uma posição ideológica, ou de cunho sindical”, destaca o documento assinado pelos servidores. “A despeito das dificuldades relatadas, reafirmo o compromisso com a sociedade de manter o empenho com as atividades técnicas relacionadas às metas institucionais estabelecidas em 2021”, complementa.

Na sexta-feira, dois coordenadores diretamente ligados à prova do Enem já haviam pedido exoneração.

Continua após a publicidade

Nos últimos meses, o clima de pressão política fez o clima nos bastidores do Inep esquentar de vez

A reportagem está em contato com a assessoria de imprensa do Inep e atualizará o texto assim que houver umas resposta. Pedidos anteriores de informação vêm sendo ignorados pela atual gestão.

Ainda hoje é possível que a lista cresça de tamanho.

Atualização: No final da tarde desta segunda-feira, o número de servidores que pediram exoneração do cargo chegou a 31.

 

 

Continua após a publicidade

Publicidade