Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Enem 2012: MEC diz estar pronto para eventual apagão

Estados do Norte, Nordeste e Centro-Oeste sofreram com a falta de energia

Por Da Redação 29 out 2012, 19h07

Prepare-se para o Enem 2012

Confira o manual do candidato

Seis formas de usar a nota do Enem

Saiba como é calculada a nota do Enem

Confira o mapa do Enem 2012

Nove temas atuais que podem cair na prova

Raio-X: os temas mais cobrados até hoje

Confira todas as notícias sobre o Enem aqui

Às vésperas da realização da edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, disse nesta segunda-feira que o governo preparou um plano de contingência caso haja um apagão durante a aplicação da prova. “(O fornecimeto de energia elétrica) é uma preocupação”, afirmou o ministro.

O Enem será neste fim de semana, em 3 e 4 de novembro. 5,7 milhões de pessoas estão aptas a realizar as provas. No último mês, dois apagões de grandes proporções atingiram os estados do Nordeste e parte dos estados do Norte e dos Centro-Oeste. “O fornecimento de energia elétrica é um dos temas aos quais estamos bastante atentos. Como é um feriado prolongado, haverá uma queda de consumo. Isso ajuda tanto no trânsito quanto na questão da oferta de energia.”

Na semana passada, Mercadante afirmou que as provas do Enem já foram impressas e estão em pontos estratégicos de distribuição, um trabalho que tem o acompanhamento de agentes da Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Militar e do Exército. Também na última semana, boatos de cancelamento do exame tomaram conta das redes sociais, mas foram desmentidos pelo MEC. A Polícia Federal investiga agora a origem dos rumores.

Desde 2009, quando foi reformulada, a prova apresenta falhas consecutivas. Naquele ano, o exame foi furtado da gráfica responsável pela impressão dos cadernos de prova e um cópia das questões foi obtida pelo jornal O Estado de S. Paulo. O Enem teve então de ser cancelado a menos de uma semana de sua realização.

No ano seguinte, um erro de impressão no caderno amarelo prejudicou 9.500 estudantes, que tiveram de refazer todas as 180 questões quase dois meses depois do primeiro exame. Em 2011, após a aplicação do Enem foi noticiado que alunos de um colégio particular de Fortaleza tiveram acesso antecipado a cerca de dez questões presentes na prova. Os testes haviam sido furtados do pré-teste e faziam parte de uma apostila distribuída por um dos professores da escola.

(Com Estadão Conteúdo)

VEJA lança Microcurso de Redação do Enem

Confira todos os capítulos:

domínio do idioma

adequação ao tema proposto

como argumentar

como apresentar soluções

redações nota 1000 comentadas

Conteúdos para estudar em vídeo:

Orientações gerais para uma boa prova

História

Geografia

Humanidades

Inglês

Português

Matemática

Física

Química

Biologia

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês