Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Vendas de novas moradias nos EUA sobem em abril

Por Da Redação - 23 maio 2012, 12h13

WASHINGTON, 23 Mai (Reuters) – As vendas de novas moradias nos Estados Unidos subiram mais do que o esperado em abril e os preços também subiram, ampliando as evidências de que o mercado imobiliário está se recuperando.

O Departamento do Comércio disse nesta quarta-feira que as vendas cresceram 3,3 por cento, para uma taxa anualizada de 343 mil unidades, com ajuste sazonal, após uma taxa de 332 mil unidades em março.

Economistas ouvidos pela Reuters estimavam que as vendas chegariam a 335 mil unidades em abril. Na comparação com abril do ano passado as vendas de novas moradias subiram 9,9 por cento.

Os dados, em linha com o relatório de terça-feira que mostrava que as vendas de casas usadas atingiram o maior nível em dois anos em abril, sugerem que a recuperação do mercado imobiliário está ganhando força.

Publicidade

Os dados destacaram ainda o fortalecimento subjacente da economia, apesar do crescimento de emprego ter desacelerado nos últimos meses. O fraco mercado imobiliário tem sido o calcanhar de Aquiles da recuperação da economia desde a recessão de 2007 a 2009, ao passo que a queda nos valores das casas restringem os gastos dos consumidores.

Sinais de vida no mercado imobiliário também foram impulsionados por um aumento de 0,7 por cento no preço médio de uma nova casa no mês passado, para 235.700 dólares, ante março. Comparado com abril do ano passado, o preço médio avançou 4,9 por cento.

Apesar da melhora nas vendas, o mercado imobiliário continua sendo travado por uma oferta excessiva de casas usadas no mercado -especialmente de execuções hipotecárias, muitas das quais são vendidas abaixo do valor de mercado.

Embora o estoque de casas novas no mercado tenha subido 1,4 por cento para 146 mil unidades no mês passado, continuou próximo do recorde de baixa. No ritmo de vendas de abril, seriam necessários 5,1 meses para vender todos os imóveis, abaixo dos 5,2 meses de março.

Publicidade

As vendas de novas casas no mês passado foram impulsionadas por um salto de 28,2 por cento no Meio-Oeste dos Estados Unidos. As vendas no Nordeste cresceram 7,7 por cento, para o maior nível em mais de um ano, enquanto as vendas no Oeste avançaram 27,5 por cento. As vendas caíram 10,6 por cento no Sul do país.

Vendas de novas moradias respondem por cerca de 7,6 por cento do total do mercado imobiliário e enfrentam forte competição do segmento de casas usadas, apesar dos baixos níveis de estoque.

(Reportagem de Lucia Mutikani)

Publicidade