Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Prioridade da Total é parar vazamento de sua planta no Mar do Norte

Por Da Redação
28 mar 2012, 09h51

Paris, 28 mar (EFE).- O grupo petroleiro francês Total reconheceu que a situação é ‘séria’ na plataforma de gás Elgin no Mar do Norte, onde há uma fuga desde domingo, e que sua prioridade é interromper o vazamento e conter os danos para o meio ambiente.

‘A prioridade do grupo hoje é deter a fuga e limitar ao máximo o impacto ambiental’, assinalou o porta-voz da Total em entrevista à emissora de rádio ‘France Info’.

O porta-voz, no entanto, não deu qualquer previsão sobre as perspectivas de solucionar o problema e sua dimensão financeira.

‘Qualquer especulação é prematura’, repetiu o porta-voz ao ser perguntado sobre o tempo que poderia durar o vazamento e sobre o custo para a empresa do incidente, que obrigou a retirada dos 238 trabalhadores que estavam nas instalações, a 240 quilômetros do litoral escocês.

O vazamento começou no domingo durante uma operação de rotina na plataforma, e agora há ‘uma situação séria’, mas também ‘estável’, e avaliou em 30 metros cúbicos o produto que vazou, de modo que ‘não há impacto significativo ao ambiente’.

Continua após a publicidade

Não descartou a possibilidade de uma explosão, mas a prioridade é parar o vazamento, que na prática é o incidente mais grave no Mar do Norte nos últimos dez anos.

A plataforma Elgin, junto à vizinha de Franklin, na qual Total é também operadora com participação de 46,17% produziam no ano passado 60 mil barris diários de petróleo.

A produção da companhia francesa no Reino Unido representou 7% do total em 2011, com o equivalente de 169 mil barris diários. EFE

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.