Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Espanha paga juros em alta em emissão de bônus

Por Philippe Huguen
5 jul 2012, 11h21

A Espanha teve que pagar nesta quinta-feira juros mais altos pela emissão de títulos a dez anos, em um sinal de continuidade do temor entre os investidores antes os sinais da crise.

O Tesouro Espanhol, que também emitiu títulos a três e quatro anos, conseguiu captar 3,001 bilhões de euros, o máximo previsto, concluindo assim 65,2% de seu programa anual, conforme anunciou o Ministério da Economia em um comunicado.

A Espanha pagou juros médios de 6,430% pelos bônus a 10 anos, os mais observados pelos mercados, contra 6,044% da operação de 7 de junho.

Na operação a quatro anos, os juros também subiram, de 5,353% em 7 de junho a 5,536%. Já a emissão a três anos caiu a 5,086%, contra 5,457% em 21 de junho.

Este nível das taxas segue a tendência do mercado secundário, no qual se negocia a dívida já emitida e onde na manhã desta quinta-feira as obrigações espanholas a 10 anos eram negociadas a juros de 6,489%, contra 6,375% no fechamento de quarta-feira.

A taxa de risco, a diferença entre as taxas pagas pela Espanha para financiar-se a 10 anos com relação as da Alemanha, se mantém também a um nível alto, de 500 pontos básicos.

Continua após a publicidade

A demanda dos investidores foi alta, de até 7,8 bilhões de euros, mas menor que em emissões anteriores.

A Bolsa de Madri, por sua vez, apresentava queda na manhã desta quinta-feira, recuando 0,46% às 11H12 GMT (8H12 de Brasília).

O Banco Central Europeu (BCE) reduziu nesta quinta-feira sua taxa básica de juros a 0,75%, uma decisão muito aguardada e que representa o menor nível da história.

A taxa básica havia sido reduzida em dezembro de 2011 a 1%, o que já representava o menor nível na história da instituição.

Ao reduzir a taxa, o BCE pretende abrir a torneira do crédito e, assim, reativar a economia da Eurozona, afetada pela crise da dívida e a recessão em vários países membros, principalmente na Espanha.

Continua após a publicidade

A emissão espanhola feita hoje foi a primeira desde a reunião semestral da zona do euro, em 28 e 29 de junho, na qual foi anunciada a aprovação do resgate direto ao setor bancário espanhol.

Contudo, Madri, que receberá uma ajuda europeia para seu bancos de até 100 bilhões de euros, continua preocupando os mercados que duvidam de sua capacidade para reduzir seu déficit de 8,9% do Produto Interno Bruto (PIB) de 2011 para 5,3% neste ano.

“Não podemos nos esquecer das palavras pronunciadas pelo presidente do governo espanhol, Mariano Rajoy, há poucos dias, de que é preciso pisar no acelerador das reformas”, recordou Amilcar Barrios Vilallonga, analista da Tressis.

A presidente da comissão econômica do Parlamento espanhol, Elvira Rodríguez, disse nesta quinta-feira que é muito provável que o anúncio relativo aos ajustes e às quantias seja feito por Rajoy em 11 de julho, data na qual os Deputados comparecerão ao Congresso para explicar o plano europeu de ajuda aos bancos espanhóis, para sua posterior aprovação no conselho de ministros de 13 de julho.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.