Economia

Corretora de bitcoin declara falência após roubo de moeda virtual

A corretora sul-coreana de bitcoins Youbit declarou falência na terça-feira depois que hackers roubaram uma quantidade não informada de criptomoedas. É a segunda vez que a empresa sofre um ataque deste tipo neste ano. As informações foram divulgadas pela agência de notícias Reuters.

Em seu site, a corretora informou que foi hackeada às 4h35 da terça-feira, horário local (17h35 de segunda feira, no horário de Brasília). O prejuízo é equivalente a 17% dos ativos totais da Youbit.

A empresa informou que os clientes terão seus investimentos em bitcoin remarcados para 75% do valor anterior ao ataque. Ainda segundo a Reuters, a empresa interrompeu a troca de bitcoins para evitar mais perdas aos clientes.

O funcionário de uma agência local que investiga ciberataques informou que a polícia e outros oficiais já deram início a uma investigação sobre o roubo das criptomoedas, segundo a agência de notícias.

Em abril, a empresa já havia perdido 4.000 bitcoins em um ataque virtual atribuído à Coreia do Norte. As informações são de uma agência governamental da Coreia do Sul.

A moeda virtual é atualmente negociada a 16.800 dólares (55.300 reais), segundo o índice divulgado pela bolsa de Nova York.

VEJA.com.br

Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Assine para ter acesso livre às reportagens, vídeos e colunistas do site e da revista VEJA.

Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Você ainda não tem acesso a esta marca. Clique no botão da oferta abaixo para assinar

Agora você pode assinar apenas o Radar

R$ 5 ,90 /mês

e próximos meses por R$ 9,90

Notícias exclusivas sobre política e economia.

Assine agora Conheça mais opções de assinatura