Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Corretora de bitcoin suspende novos cadastros por alta demanda

De acordo com a empresa, o interesse pela plataforma cresceu tanto no último semestre que não é possível dar conta de verificar as informações de usuários

Por Da redação Atualizado em 19 dez 2017, 20h02 - Publicado em 19 dez 2017, 17h33

A corretora de bitcoins Foxbit informou que suspendeu a criação de novos usuários por causa do volume de acessos superior à sua capacidade. A previsão de retorno é 8 de janeiro, segundo mensagem publicada no site da corretora.

  • De acordo com a empresa, o interesse pela plataforma cresceu tanto no último semestre que não é possível dar conta de verificar as informações de novos cadastros. “Chegamos ao pico de 4.000 contas com pedidos de verificação em um único dia. É um volume abissal de dados e informações que devemos checar para garantir a lisura das transações” disse a Foxbit em nota. A empresa tem cerca de 300.000 usuários.

    A corretora afirma que o volume diário de transações com moedas virtuais é de cerca de 20 milhões de reais por dia, mas que houve dias com picos de 120 milhões de reais. O aumento fez com que o grupo abrisse mais trinta vagas, para início imediato. Atualmente, a empresa tem sessenta funcionários.

    Transações

    O aumento no volume também afeta a velocidade das transações em dinheiro, em razão das dificuldades no processo, segundo a empresa. “Estamos trabalhando com prazos e tempo médio de 24 horas para realizar aprovações de depósitos e 36 horas para saques, pelo fato de aos bancos não oferecerem soluções de integração ou até mesmo dificultarem o acesso a essas operações”, diz a Foxbit

    O bitcoin é uma espécie de ativo virtual, que pode ser transacionado livremente pela rede – por meio de programas ou sites específicos. No entanto, é possível fazer a conversão em dinheiro em empresas especializadas chamadas corretoras. A cotação depende de cada companhia. No índice divulgado pela bolsa de valores de Nova York, a moeda virtual era cotada a 17.922 dólares (cerca de 59.000 reais nesta terça-feira).

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade