Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Farra de Justin Bieber no Brasil repercute pelo mundo

Pichação, visita a boate erótica e o vídeo de garota 'sexy' foram alguns dos destaques da segunda visita do cantor ao Brasil

Por Da Redação 8 nov 2013, 06h48

Ainda é difícil avaliar se o turismo brasileiro vai ganhar ou perder algo com isso, mas o fato é que a curta, mas ruidosa segunda visita de Justin Bieber ao país foi notícia em todo o mundo.

O cantor desembarcou dia 1º de novembro no Rio de Janeiro e, na mesma noite, saiu para se divertir na boate erótica Centaurus, de onde saiu (mal) camuflado por um lençol, com duas garotas a tiracolo, rumo ao hotel Copacabana Palace. No dia seguinte, em São Paulo, ele deixou o palco antes de cantar o último número do setlist, o hit Baby, por ter tido o microfone atingido por uma garrafa d’água atirada por alguém da plateia.

De volta à capital carioca, onde se apresentou no domingo e esticou a estadia por mais três dias, o canadense aproveitou a madrugada para praticar seu mais novo hobby, o de aprendiz de grafiteiro, o que lhe rendeu problemas com a polícia local. Para fechar a passagem pelo Brasil com chave de ouro, Bieber aparece dormindo, não completamente vestido, em um vídeo feito por uma garota que festejou com ele em uma das madrugadas agitadas da mansão que alugou no Joá, bairro do Rio de Janeiro.

Os fatos tiveram grande repercussão em países como Estados Unidos, Inglaterra, Alemanha, Itália, França, Espanha e Peru, entre outros. Um dos assuntos mais comentados foi a madrugada de pichação do cantor, prática que é vista como vandalismo no Brasil e que poderia render ao cantor mais de 1 ano de prisão, além de multa. Já a autora do vídeo em que o canadense aparece dormindo foi descrita como “garota extasiada” e “brasileira super sexy”.

Continua após a publicidade
Publicidade